sexta-feira, 6 de dezembro de 2019

Orçamento do Maranhão para 2020 prevê mais recursos para Saúde, Educação e Segurança


Mesmo com a crise financeira, o Maranhão tem mantido o aumento de investimentos em áreas prioritárias como Saúde, Educação e Segurança. O projeto de Lei Orçamentária de 2020 foi encaminhado pelo Governo do Estado à Assembleia Legislativa e agora aguarda votação.

De acordo com a secretária de Estado de Planejamento, Cythia Mota Lima, o atual cenário de incertezas na economia nacional impõe vários desafios aos Estados. “Por outro lado, o Maranhão tem conseguido equilibrar as receitas e despesas públicas e manter o nível de investimentos em áreas estratégicas do ponto de vista socioeconômico”, diz.

“Para 2020, a proposta orçamentária prevê, por exemplo, a priorização das áreas da Educação, cujo crescimento em relação ao orçamento de 2019 correspondeu a 5,88%, e de 6,91% na Segurança Pública, demonstrando o compromisso do governo com a melhoria da qualidade de vida da população maranhense”, acrescenta.

Saúde

Na Saúde, o valor previsto chega a mais de R$ 2,34 bilhões, o que vai permitir manter o funcionamento dos dez grandes novos hospitais que o Governo do Maranhão abriu desde 2015, além de gerir diversas outras unidades espalhadas pelo Estado.

“Este já é o maior percentual da Receita Corrente Líquida do Orçamento destinado à saúde pública nos últimos anos. Saímos de 12% para praticamente 15% da Receita Corrente Líquida do Estado”, diz o secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula.

“Em meio à crise econômica do país, o governador Flávio Dino entende que a saúde deve manter a expansão dos investimentos, somente assim realmente garantimos atenção integral e universal aos maranhenses”, acrescenta.

Educação

A Educação chegou ao montante previsto de R$ 2,76 bilhões, sem contar o Instituto de Educação, Ciência e Tecnologia do Maranhão (IEMA), a Universidade Estadual do Maranhão (UEMA) e a Universidade Estadual da Região Tocantina do Maranhão (UemaSul), que tiveram aumentos expressivos.

Para o IEMA, a elevação foi de 7,7%, chegando a um total de R$ 221 milhões. Já para as universidades, o aumento foi ainda mais expressivo: 35,7% pra a UemaSul e 35,5% para a Uema. Juntos, os dois orçamentos somam R$ 721 milhões.

Nenhum comentário:

Postar um comentário