terça-feira, 1 de outubro de 2019

Palestra sobre o uso indiscriminado de agrotóxicos é realizada em Paço do Lumiar


A grande problemática do uso indiscriminado do agrotóxico e o descarte de embalagens vazias do produto, foram temas de um encontro, promovido pela Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, em parceria com a Unidade Regional de São Luis da Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão-AGED.

A reunião que contou com a presença da prefeita em exercício de Paço do Lumiar, Paula Azevedo (SD),do Secretário Municipal de Agricultura, Raimundo João, do gestor da Unidade Regional de São Luis, Assoero Feitosa Junior, de agricultores e membros do Conselho de Segurança Alimentar do Estado, permeou sobre o tema de maneira bastante informativa, com o objetivo de consolidar o conhecimento a respeito do uso consciente dos agrotóxicos, destacando o potencial de dano que o uso indiscriminado destes produtos químicos pode acarretar ao meio-ambiente e ao ser humano.

Segundo o Secretário Municipal de Agricultura, Raimundo João, é comum o uso de agrotóxicos na agricultura não somente no nosso país, como no mundo todo.

"Geralmente esses produtos são usados para evitar algum tipo de praga em uma plantação e acabam sendo utilizados inadequadamente, gerando riscos à saúde das pessoas. As mortes e intoxicações pelo uso desses produtos acabaram tornando-se um grande problema de saúde pública e nós aqui em Paço do Lumiar damos a devida importância ao assunto", destacou o secretário.

Na ocasião o fical Estadual Agropecuário, Augusto César Branco Aguiar, ministrou uma importante palestra sobre o recebimento itinerante de embalagens vazias de agrotóxicos. O fiscal explicou que todo produtor rural brasileiro que faz uso de defensivos agrícolas (agrotóxicos) tem a obrigação de devolver as embalagens vazias.

" Essa embalagens precisam ser entregues nas unidades do Sistema Campo Limpo, como é chamado o programa de logística reversa que funciona em todas as regiões do país. Entregar as embalagens para terceiros ou mantê-las na propriedade após o período de um ano da data que consta da nota fiscal de venda é crime e gera multa",disse Augusto.

A prefeita Paula Azevedo, que é uma mulher do campo falou com propriedade sobre o assunto, destacando a importância de discutir as consequências do uso deste tipo de produto. “ Precisamos discutir e conscientizar nossos agricultores sobre o tema, que impacta a vida de todos, esse tipo de discussão é essencial para acharmos uma solução para o problema. Como agricultora, eu sei que os produtores são os principais afetados pelo alto índice de uso dos agrotóxicos, pois têm contato direto com os produtos a partir da inalação pelo ar, ingestão na água e nos alimentos ou mesmo contaminação por meio do solo", enfatizou a prefeita.

Nenhum comentário:

Postar um comentário