quarta-feira, 22 de maio de 2019

Vereadora Carmen Aroso amarga derrota esmagadora na Câmara de Paço do Lumiar


Vereadores de Paço do Lumiar rejeitaram na manhã desta terça-feira (21) uma denúncia com pedido de cassação do prefeito Domingos Dutra (PCdoB), feita pela vereadora Carmen Aroso (PMDB).

A denúncia e o pedido foram rejeitados por 12 votos a 1. Ou seja, apenas a autora da proposta votou a favor, uma derrota esmagadora da vereadora cuja família por anos comandou Paço do Lumiar.

Dos 17 vereadores de Paço, 13 estavam presentes. Não compareceram Marinho do Paço, Ana Lúcia, Jorge Brito e França Duarte.

Oposição tentou intimidar

A oposição desde cedo se posicionou em frente à Câmara Municipal para intimidar os vereadores. Chegaram a levar para lá crianças pequenas fardadas para servir de massa de manobra. A sala de entrada, a galeria e os corredores estavam lotados e ofereciam pouca segurança às crianças em caso de tumulto.

Durante a sessão houve bate-boca e muita provocação por parte de integrantes da oposição contra servidores da prefeitura - que ocupavam a galeria da Câmara.

O presidente do Legislativo Municipal, Fernando Muniz (PP), precisou interromper a sessão por diversas vezes para chamar a atenção de pessoas da oposição que tentaram tumultuar o ambiente.
Uma mulher visivelmente transtornada, que gritava o tempo todo provocando vereadores e servidores, chegou a fingir que estava sendo agredida para chamar a atenção e foi contida por seus colegas.

Ao final da sessão, mesmo tentando ser irônica, a vereadora Carmen Aroso após ter seu pedido rejeitado por 12 a 1, não teve outra opção a não ser reconhecer os avanços em Paço do Lumiar na gestão do prefeito Domingos Dutra.

Nenhum comentário:

Postar um comentário