segunda-feira, 10 de dezembro de 2018

Criminosos são presos após ataque a uma agência bancária da Caixa Econômica em Açailândia-MA


Ações de combate e enfrentamento por conta da Polícia Militar contra um ataque a uma agência da caixa Econômica Federal, localizada em Açailândia resultou em 03 prisões. A ação envolvendo os policiais do 26º batalhão da Polícia Militar de Açailândia aconteceu neste domingo (09), por volta das 00:15minutos. Foram presos os acusados Jefferson Oliveira Sousa, 27 anos, residente em Imperatriz-MA e ainda outros suspeitos ainda não identificados. Nesta ação foram recuperados cerca de R$ 13.067.00 e apreendidos uma pistola 38, 04 quatro hd interno, 01 alavanca de ferro, 02 chaves de fenda, 01 alicate e ainda uma mochila de cor preta.

Segundo as informações repassadas pela Central de Operações Policiais Militares (Copom), os policiais militares teriam sido acionados para responder a uma ocorrência de ataque à agência da Caixa Econômica. No momento que os policiais chegaram ao local, eles perceberam uma movimentação, barulho e vozes no local. Ao entramos no interior da agência, na área de caixa eletrônicos conseguimos intercepta um dos suspeitos dentro da agência. Este identificado por Jefferson Oliveira Sousa, 27 anos.

Em continuidade às ações contra os criminosos, tivemos que estoura uma das portas de vidro da agência, onde imobilizamos outro dos suspeitos e em seguidos demos início a varredura do local e conseguimos intercepta outro suspeito já na área de atendimento de caixas. Continuamos a varredura no interior da agência à procura de mais suspeitos mais não foram encontrados.

Após revistas, percebemos que a agência estava toda revirada e todos os caixas eletrônicos estava aberto e o dinheiro havia sido roubado, sendo que ainda permaneceu uma grande quantia espalhada pelo chão na área de caixas eletrônicos. Posteriormente indagamos ao acusado Jefferson Oliveira Sousa, onde o mesmo informou aonde teria escondido a arma de fogo pt. 380.

O suspeito Jefferson Oliveira Sousa e os demais ainda não identificados estão sendo ouvidos pela polícia, no sentido que possa ser formalizado o devido flagrante.

Nenhum comentário:

Postar um comentário