quinta-feira, 1 de novembro de 2018

Delimitação de Bairros em Paço do Lumiar pode virar realidade


Para quem mora em Paço do Lumiar, fazer parte de um bairro significa também ter “crises” de identidade. Isso porque os bairros da cidade, cuja origem, em sua maioria, remonta ao loteamento de propriedades, não possuem uma fronteira geográfica estabelecida. Tanto é que os mapas da cidade mostram os nomes, mas não os limites entre eles. Além disso, não existe uma nomenclatura padronizada, mas diversas denominações que surgiram ao longo da história.
  
Para resolver essa situação, o Instituto Maranhense de Estudos Socioeconômicos e cartográficos (IMESC), criou um projeto de delimitação dos bairros e propôs um convênio com o Município. O plano foi apresentado nesta terça-feira (30) durante uma reunião na sede do IMESC, entre o prefeito Domingos Dutra (PCdoB), o secretário municipal de Fazenda, Arthur Melo, o adjunto da pasta, Flávio Estrela, o advogado do município Luis Edmundo Coutinho, e o diretor de estudos ambientais e cartográficos do IMESC, Josiel Ribeiro Ferreira, que explicou que a proposta de iniciar esse projeto pelo município de Paço do Lumiar é reflexo do interesse do prefeito Dutra em resolver a questão.
  
"Quando realizamos a demarcação dos municípios no ano passado, o prefeito de Paço do Lumiar foi muito solícito e prestativo, fez questão de acompanhar todo o processo de perto, além disso,  Paço do Lumiar se enquadra como uma área multe funcional  e é grande polo na região metropolitana", disse o diretor.
  
De acordo com o prefeito Domingos Dutra, a importância da divisão do território do município em bairros, além dos aspectos culturais e de identidade do morador em relação ao local onde vive, está vinculada às estratégias de gestão de políticas municipais.
  
"Dentro da delimitação de bairros, existem muitas vantagens como por exemplo a organização do sistema de CEPs que é uma reivindicação dos Correios, tanto que estive recentemente com o sindicato da classe tratando do assunto, estudos de viabilidade dos itinerários de transporte público e coleta de lixo, além de permitir uma previsão de direcionamento dos serviços, a atualização do plano diretor, atualização da lei orgânica e reorganizar a legislação tributária", destacou o prefeito.

Nenhum comentário:

Postar um comentário