terça-feira, 2 de outubro de 2018

Lixão do Iguaíba deve ser encerrado em 30 dias


O prefeito de Paço do Lumiar Domingos Dutra (PCdoB) afirmou esta semana que em 30 dias quer encerrar o Lixão de Iguaíba, uma herança deixada há mais de 20 anos no Município. A informação foi dada durante audiência na Vara de Interesses Difusos e Coletivos, presidida pelo juiz Douglas Martins. Os resíduos sólidos urbanos (RSU) serão destinados ao município de Rosário, onde fica localizada a Central de Gerenciamento Ambiental Titara (Aterro Sanitário), contratada pelo Estado por meio da Agência Executiva Metropolitana (Agem) para atender a municípios da Grande São Luís.

O impasse resolvido na audiência foi o destino dos 22 catadores de lixo, que dependem da coleta do lixão de Iguaíba para o sustento familiar. “Eles não serão esquecidos. A Prefeitura vai dar todo o apoio necessário. Vamos alugar um carro e contratar um motorista, em contrapartida o Estado vai fornecer um galpão e maquinários para que os catadores continuem o trabalho de coleta e venda de material reciclável”, afirmou o prefeito Dutra.

Valdemilson dos Santos trabalha há 16 anos no lixão e está feliz com a mudança. “Eu dependo desse trabalho para sustentar minha família. Estou feliz porque não fomos esquecidos e tenho certeza de que a mudança vai ser pra melhor. Quero ver a coisa sair do papel”, declarou.

O juiz Douglas Martins concedeu 15 dias para a Prefeitura de Paço do Lumiar e o Governo do Estado adquirirem os equipamentos necessários para o fechamento do lixão e cumprimento da sentença, além da inclusão dos catadores.

Foi criado um grupo de trabalho composto pela Prefeitura Municipal de Paço do Lumiar, Cooperativa de Catadores de Materiais Recicláveis de Paço do Lumiar, Agem e Secretaria de Estado do Trabalho e Economia Solidária para as providências relativas à transferência das atividades de catação de materiais recicláveis do lixão do Paço do Lumiar para galpões de triagem de materiais oriundos da coleta seletiva nesse município.

O prefeito Domingos Dutra comprometeu-se a disponibilizar carro com motorista e combustível à Cooperativa dos Catadores para realizarem a coleta seletiva e a Agem requereu prazo de 20 dias para a disponibilização de galpão, haja vista que o Estado se comprometeu a alugar o galpão, até que se construa um. “Depois disso serão providenciados materiais para que a coleta seletiva seja feita a contento, como a disponibilização de prensas, balanças, e outros equipamentos necessários”, frisou o juiz Douglas Martins.

O prefeito Dutra informou que a desativação do Lixão de Iguaíba é um dos compromissos de campanha que ele está cumprindo. “Serão transportadas cerca de 3 mil toneladas de lixo por mês até o aterro de Titara. É uma ação que só será possível graças ao apoio do Governo do Estado. O município de Paço vai dar carro, motorista e combustível e o Estado vai alugar os galpões”, explicou o prefeito.

MAIS

- O transporte do lixo de Paço até o aterro sanitário de Rosário resultará em um acréscimo de despesa de R$ 200 mil por mês ao Município.

- O custo é de R$ 60,00 por tonelada de lixo transportada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário