quinta-feira, 31 de maio de 2018

HORTCANAÃ RECEBE TRATOR DA FUNDAÇÃO BANCO DO BRASIL


O município de Paço do Lumiar mais uma vez sai na frente no assunto agricultura familiar. Além das diversas ações realizadas pela atual gestão, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, um convênio assinado entre a associação dos agricultores da Vila Residencial Nova Canaã e a Fundação Banco do Brasil vai garantir a implantação de tecnologia social Produção Agroecológica Integrada e Sustentável, no Hortcanaã (polo agrícola que abriga 25 famílias).

O investimento é de R$ 242,519 mil, aplicados em tecnologia de maquinário. Os agricultores receberam equipamentos de proteção individual, como luvas, roupas apropriadas, botas, chapéus e capacetes contra impacto. Foram entregues também barracas para a realização de feira itinerantes e um trator que vai auxiliar no preparo da terra. Antes, esse preparo para o plantio era feito manualmente e, segundo o presidente da associação dos agricultores da Vila Residencial Nova Canaã, Ivaldo Silva, o equipamento vai poupar tempo e aumentar a produção.

 "Esse trator caiu do céu. Antes, nós fazíamos tudo manualmente e isso demandava tempo. Por exemplo, em uma área de 25 metros nos levávamos cerca de 4 semanas para preparar a terra; com o trator isso vai levar só duas horas. Vamos poder aumentar a produção e, consequentemente, nossos lucros. Estou muito feliz com essa conquista”, afirmou o presidente.

De acordo com secretário municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento, Raimundo João Filho, o projeto chegou ao Hortcanaã após uma indicação do Poder Executivo. "A Fundação Banco do Brasil nos procurou e claro que nós a recebemos de braços abertos. Contribuímos com a logística, demos todo o apoio necessário e indicamos o Hortcanaã para receber esse benéfico, por entendermos que é um polo agrícola de grande relevância", destacou o secretário.

Para o prefeito Domingos Dutra (PCdoB), que participou do ato de assinatura do convênio, produzir alimentos orgânicos e agroecológicos de forma sustentável por meio da mobilização das comunidades diversifica a produção e promove a geração de renda. “Nós ficamos animados com o apoio da Fundação Banco do Brasil porque, desta forma, estimulamos a expansão da comercialização em redes de cooperativas e associações de agricultores familiares, ao mesmo tempo em que incentivamos a permanência do homem no campo”, pontuou o prefeito.

Produção orgânica

A unidade da tecnologia social consiste em uma horta com formato circular irrigada por gotejamento e um galinheiro ao centro para a geração de adubo orgânico e proteína alimentar. As famílias recebem assistência técnica, um kit com sementes, sistema de irrigação e outros materiais para a produção orgânica.

O coordenador do Projeto, Vinícius Moraes, destacou que, entre os princípios que norteiam o pais, está a preocupação com a preservação ambiental. "Precisamos fixar na agricultura sustentável (sem uso de agrotóxicos, queimadas e desmatamentos), na redução da dependência de insumos de fora das pequenas propriedades e na diversificação da produção, com a eficiência na utilização dos recursos hídricos, e a Fundação Banco do Brasil quer isso para Paço do Lumiar. Agradecemos o apoio do prefeito Domingos Dutra e tenho absoluta certeza de que Paço do Lumiar só tem a ganhar" acrescentou o coordenador.

A comercialização dos produtos do Hortcanaã se dá em feiras e por meio de parcerias com a prefeitura para o fornecimento de alimentos para a merenda escolar, entidades de assistência social e restaurante popular.

Nenhum comentário:

Postar um comentário