sexta-feira, 6 de abril de 2018

Nome de médica ativista substitui o de ditador em escola de Paço do Lumiar


A Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), substituiu oficialmente nesta quinta-feira, 5, o nome de um personagem histórico ligado à ditadura militar de uma das escolas da rede. No bairro da Maioba, a UEB Garrastazu Médici agora se chama UEB Dra. Fátima Oliveira. A mudança consta no decreto 3.187, do Executivo.

Segundo o prefeito Domingos Dutra, a medida segue a legislação que anula homenagens a pessoas que tenham sido historicamente considerados participantes de atos de lesa-humanidade, tortura, violação dos direitos humanos, entre outros. Essa vedação cabe aos indivíduos, vivos ou mortos, que tenham sido responsabilizados, no relatório final da Comissão Nacional da Verdade, por violações aos direitos humanos durante o regime militar.

“Emílio Garrastazu Médici foi um ditador. Seu governo foi marcado pela escalada da repressão política, da censura aos meios de comunicação e da tortura. Naquela época pessoas desapareciam e apareciam mortas. Ele sabia em detalhes sobre a violência dos quartéis e suas consequências físicas e psicológicas. Que tipo de referência nossas crianças podem ter de um homem como esse? Nós mudamos o nome dessa escola, assim como vamos mudar nomes de outras escolas que homenageiam pessoas vivas, como tem feito o governador Flávio Dino no estado”, afirmou o prefeito Dutra.

A filha da homenageada, Lívia Oliveira, participou da solenidade e ficou surpresa e emocionada. "Hoje faz 5 meses que minha mãe faleceu e eu ainda sinto muito a dor dessa perda. Fiquei muito emocionada e surpresa com a homenagem, porque, por incrível que pareça, sempre que eu e minha mãe passávamos na porta desta escola voltando ou saindo da casa dela aqui em Paço do Lumiar, ela dizia: Alguém precisa mudar o nome dessa escola que homenageia um ditador. E, para minha alegria, não só mudaram o nome como botaram o nome dela", contou Lívia Oliveira.

Além da troca de nome, a UEB Fátima Oliveira recebeu obras de manutenção e pintura. A previsão, de acordo com o secretário Municipal de Educação, Fábio Rondon, é de que até o final de 2018 a escola seja completamente reformada.

"Nós fizemos o que estava ao nosso alcance, sem comprometer o ano letivo escola. Mas aqui é necessária uma grande reforma, que demanda tempo, e ela já está no nosso cronograma. Até o final do ano esta reforma será realizada e a escola será digna," destacou o secretário Fábio Rondon.

No total, 10 escolas municipais de Paço do Lumiar estão tendo seus nomes modificados por meio de decretos do prefeito Domingos Dutra. As unidades tinham nomes de pessoas vivas ou de personalidades ligadas à ditadura militar e agora prestam homenagem a pessoas que já morreram e que de alguma forma tinham afinidade com a educação, com a democracia e com a comunidade local.

As mudanças são por exigências legais e constitucionais que proíbem nome de pessoas vivas em obras públicas. “Retiramos nomes de políticos e amigos de ex-prefeitos que ainda estão vivos e de ditadores para prestarmos homenagem a pessoas da comunidade que já se foram, a profissionais que dedicaram sua vida àquela comunidade e a políticos que lutaram pela democracia”, explica o prefeito Domingos Dutra. “Não foram mudados nomes de ex-prefeitos e políticos locais que já faleceram, como a UEB Joaquim Aroso, que continuará sem qualquer alteração”, esclareceu o prefeito Dutra.

PERFIL DA DRA. FÁTIMA OLIVEIRA

Foi uma das mais expressivas ativistas brasileiras em defesa da saúde das mulheres, das políticas de atenção integral e do Sistema Único de Saúde (SUS).

Integrante de diversas instituições, como a Rede Nacional Feminista de Saúde, Direitos Sexuais e Direitos Reprodutivos e da Rede de Saúde das Mulheres Latino-americanas e do Caribe (RSMLAC), Fátima Oliveira participou de diversas atividades no Brasil e exterior.

Autora de quatro livros, sendo o último um romance sobre aborto em relações de mulheres e padres, Fátima Oliveira foi uma das mais ativas construtoras da luta pela redução da mortalidade materna no Brasil e na América Latina. Como pesquisadora e pensadora, Fátima Oliveira foi fundadora de um campo de pensamento no Brasil, ao elaborar teses sobre a bioética feminista, não racista e não sexista.

VEJA AS ESCOLAS QUE TIVERAM SEUS NOMES MODIFICADOS EM PAÇO DO LUMIAR


NOME ANTIGO - NOME NOVO

UEB Vereador Genival Pereira - UEB João Gualberto Souza Reis

UEB Alfredo Silva - UEB Iguaíba

UEB Amadeu Aroso Neto - UEB Ver. José Ribamar Coelho

UEB Roseana Sarney Murad - UEB Maria do Perpétuo Socorro

UEB Marly Sarney - UEB Alana Ludmila

UEB Tia Bia I - UEB Tia Dedé

UEB Tia Bia II - UEB Residencial Pirâmide           

UEB Francisco Oliveira Dias - UEB Maria Raimunda Ribeiro Balata

UEB Garrastazu Médici - UEB Drª Fátima Oliveira

UEB Dep. José Burnet - UEB Profª Maria Caetana Costa

Nenhum comentário:

Postar um comentário