segunda-feira, 26 de março de 2018

Prefeitura de São Luís avança na gestão de Resíduos Sólidos com inauguração do 10º Ecoponto


A partir da política de resíduos sólidos colocada em prática pelo prefeito Edivaldo, São Luís figura no cenário nacional entre as poucas capitais brasileiras que apresentam ações específicas nesta área. Com a entrega, nesta segunda-feira (26), do 10º Ecoponto para a população ludovicense, a Prefeitura de São Luís dá mais um passo importante no avanço desta política, ampliando  para 91 o número de bairros atendidos, alcançando 30% da população da capital e beneficiando 350 mil pessoas. O novo equipamento está instalado no bairro do Anil.

Os Ecopontos têm a proposta de ser um espaço voltado para o descarte adequado e contribuem para o desenvolvimento de outras políticas públicas em áreas como saúde, meio ambiente e infraestrutura. O prefeito Edivaldo, ao lado da primeira-dama Camila Holanda, destacou que o avanço das ações é resultado do comprometimento da gestão com o desenvolvimento das políticas públicas que visam à melhoria da qualidade de vida da população.

Além do Anil, o Ecoponto beneficia moradores de bairros como Alto do Pinho, Aurora, Jardim Alvorada, Pão de Açúcar, Parque Seilândia, Parque Universitário, Vila Nossa Senhora da Conceição, João de Deus, Planalto Anil, Planalto Aurora, Residencial Turquesa e Sítio São José.

AVANÇOS

Os 10 ecopontos em São Luís estão distribuídos no Parque Amazonas, Angelim, Bequimão, Habitacional Turu, Jardim América, Jardim Renascença, Residencial Esperança, Cidade Operária, São Francisco e Anil. Desde maio de 2016, quando o primeiro Ecoponto foi entregue, mais de 11 mil toneladas de materiais recicláveis, entulho e outros resíduos foram recebidos nos locais.

Em comparação a outras capitais, os Ecopontos de São Luís destacam-se por serem unidades com maior capacidade de recebimento de resíduos, terem horário de funcionamento prolongado e não cobrarem taxas para o recebimento de resíduos específicos.

ECOPONTOS

Os Ecopontos, que funcionam de segunda-feira a sábado, das 7h às 19h, são unidades para o recebimento de resíduos sólidos domiciliares passíveis de reuso ou reciclagem. São recebidos pelos espaços materiais como eletrônicos (televisão, monitores, celular, impressoras, mouses, teclados, etc), entulhos (resíduos de construção civil como tijolos, telhas, gessos), madeira, óleo de cozinha, pneus, podas de árvore e resto de capina, recicláveis (plástico, papel, isopor, metais, vidros, etc) e bagulhos volumosos (móveis, sofás, colchão, etc). Os materiais vão para cooperativas de catadores, entidades que fazem a seleção e a comercialização desse material.

Nenhum comentário:

Postar um comentário