domingo, 4 de fevereiro de 2018

Governo e prefeitura iniciam a construção da estrada vicinal da fazendinha, em Paço do Lumiar

Começaram na tarde desta sexta-feira, 2, os trabalhos de recuperação da estrada vicinal da Fazendinha, em Iguaíba, Paço do Lumiar. A obra é uma parceria entre o Governo do Estado, por meio da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes), com a Prefeitura de Paço do Lumiar. O prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra, e o secretário de Estado de Desenvolvimento Social, Neto Evangelista, participaram de uma rápida cerimônia de início dos trabalhos das máquinas no local. Também presentes a vice-prefeita Maria Paula Azevedo, secretários municipais, vereadores de Paço, servidores da Sedes, da Prefeitura e moradores da região.

Serão cerca de 10 km de estrada, que vão ligar Iguaíba a Mojó, passando pela região da Fazendinha, grande produtora de coco d’água. A estrada receberá serviços de terraplenagem e piçarramento para melhorar o acesso dos moradores, a acessibilidade das crianças da região até a escola e também o escoamento agrícola da área, principalmente dos cocos d’água, os melhores da região e que abastecem quase toda a Ilha. "Nesta área há cerca de 100 mil coqueiros que produzem o melhor coco d'água do Maranhão e os produtores e moradores tinham muita dificuldade de escoamento e de acesso. Agora vamos acabar com esse sofrimento", afirmou o prefeito Dutra.

Dutra lembrou que os municípios precisam do apoio do Governo do Estado, principalmente Paço do Lumiar, que, segundo ele, tem um acúmulo de problemas gerado pela inércia das gestões municipais nos últimos anos. “Graças a Deus temos tido parcerias com o Governo do Estado, com deputados estaduais e federais e com a iniciativa privada também. Hoje celebramos mais uma dessas parcerias”, afirmou o prefeito. “E o governador Flávio que me aguente, pois eu vou continuar pedindo”, acrescentou o prefeito, em tom de brincadeira.

COMPROMISSO

O secretário Neto Evangelista afirmou que estava ali cumprindo um compromisso. “Estamos hoje aqui representando o governador Flávio Dino e cumprindo um compromisso com o prefeito Domingos Dutra e com os produtores rurais da região, que é de garantir o escoamento da produção”, afirmou. “Assumimos esse compromisso no mês passado quando aqui estivemos conversando com os produtores e assinando a ordem de serviço para a total recuperação da Estrada da Fazendinha”, acrescentou.

O secretário observou ainda que, além dos produtores de coco e dos moradores da região, a estrada ligando Iguaíba a Mojó ajudará também no acesso a uma das maiores comunidades terapêuticas existente na região. Neto Evangelista destacou ainda o papel importante do prefeito Dutra para a viabilização da Estrada da Fazendinha. "O Dutra tem influência e é irreverente. Estas características facilitam para ele conseguir trazer obras para Paço do Lumiar. O governador Flávio Dino vai continuar a ser parceiro desta gestão", ressaltou Evangelista.

QUALIDADE

O secretário municipal de Infraestrutura, Pádua Nazareno, fez questão de destacar a qualidade do serviço que está sendo feito na estrada. “É um trabalho de implantação. Não será só limpeza e raspagem da via. Serão feitas a base e a sub-base e revestimento primário de qualidade, com drenagem superficial, que suportará o período invernoso”, explicou.

As melhorias na Estrada da Fazendinha eram um desejo antigo dos moradores, que todos os anos faziam uma “vaquinha”, para deixar a via transitável. O representante dos produtores rurais de Iguaíba, Américo Azevedo, afirmou que este ano não vai preciso ter esse gasto. “Pela primeira um gestor ouviu nossos apelos, estou muito satisfeito com esta conquista que beneficiará todos na comunidade", acrescentou Américo Azevedo.

A Estrada da Fazendinha vai facilitar o escoamento da produção de coco d’água da região de Iguaíba e permitir que eles cheguem mais rapidamente aos centros consumidores, o que vai ajudar na comercialização. Hoje o coco da região compete com produtos vindos do Ceará, Pará, Bahia e Piauí. A estrada também vai facilitar o escoamento da produção de peixes e mariscos do porto de Mojó.

Nenhum comentário:

Postar um comentário