quinta-feira, 7 de dezembro de 2017

Projetos de urbanização dos portos de Paço recebem sugestões da população

Foi realizada na tarde desta quinta-feira, 7, no salão paroquial da Igreja de São Pedro, no Pau Deitado, audiência consultiva entre técnicos do Departamento Nacional de Infraestrutura de Transportes (DNIT), da Administração Hidroviária do Nordeste (Ahinor), o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), a vice-prefeita Maria Paula Azevedo, o secretário municipal de Infraestrutura, Pádua Nazareno, o presidente da Agência Metropolitana, Pedro Lucas Fernandes, com pessoas das comunidades de Pau Deitado, Mojó, Mocajutuba e Timbuba. O objetivo foi discutir com a população os projetos de urbanização dos portos dessas comunidades.

Foram apresentadas as maquetes virtuais dos portos e a população opinou com sugestões para melhorar os projetos, principalmente com relação à acessibilidade. Foram sugeridas rampas para cadeirantes e corrimões nas escadas para pessoas com mobilidade reduzida nas áreas de acesso ao trapiche. A previsão é de que a licitação para as obras de urbanização dos portos de Paço do Lumiar seja realizada em fevereiro e as obras comecem ainda no primeiro semestre de 2018.

“Esta audiência foi importante porque a comunidade se manifestou, deu sugestões para melhorar os projetos de urbanização dos portos de Mojó, Mocajutuba, Timbuba e Pau Deitado. Estas obras vão trazer melhores condições de trabalho para os catadores de marisco e pescadores da região. Também serão benéficas para o turismo. Se Deus quiser, no próximo ano estes portos serão urbanizados e as marisqueiras e pescadores vão literalmente sair da lama e ter uma qualidade de trabalho e de vida melhor”, afirmou o prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB).

No mês de outubro foi realizado por engenheiros do DNIT um levantamento nos portos de Pau Deitado, Mocajutuba, Timbuba e Mojó. Com base nos dados coletados, foram feitos os projetos, que agora serão melhorados de acordo com as sugestões da população das comunidades. “Agora estamos aqui para ouvir as sugestões da comunidade para melhorar os projetos. E a participação está sendo bem proveitosa”, afirmou o auxiliar de Engenharia da Ahinor, Ray Uchoa Neto.

RECURSOS

As obras nos portos estão orçadas em mais de R$ 2 milhões. Os recursos serão oriundos do Governo Federal. O prefeito Dutra explicou que foi a Brasília e pediu ao ministro dos Transportes, Portos e Aviação Civil, Maurício Quintella, esse investimento nos portos de Paço do Lumiar. “Inicialmente nos foi concedido apenas R$ 1 milhão, para a construção de dois portos. O Governo Federal então aumentou o valor dos recursos e, graças ao trabalho da Ahinor e do DNIT, ao invés de dois, vamos fazer investimentos em quatro portos”, explicou o prefeito.

Após este processo de adequação dos projetos às necessidades dos pescadores e marisqueiras, dentro de 45 dias deverá ser iniciado o processo licitatório, portanto, em fevereiro, para que finalmente os portos possam ganhar uma nova estrutura.

Para a marisqueira Irismar Silva, de Mojó, a urbanização é esperada com muita expectativa por todos que trabalham nos portos de Paço. “Queremos muito ver o nosso porto construído, bonito. Vai facilitar muito meu trabalho, principalmente na hora de transportar os mariscos. Estou muito feliz por tudo que o prefeito está fazendo por nós, marisqueiras e pescadores", afirmou dona Irismar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário