terça-feira, 22 de agosto de 2017

Comitiva de deputados visita obra de construção do Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão

Uma comitiva de deputados composta por Rogério Cafeteira (PSB), Bira do Pindaré (PSB), Rafael Leitoa (PDT), Professor Marco Aurélio (PC do B), Francisca Primo (PT) e Ana do Gás (PC do B) visitou, na tarde desta terça-feira (22), a obra de reforma da antiga Clínica Eldorado, no Bairro do Turu. Alugada pelo Governo do Estado e objeto de denúncia recentemente na mídia, o prédio passa por uma ampla reforma que vai resultar, ainda nesse semestre, no Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão (HTO).

O secretário de Estado da Saúde, Carlos Lula, e o Diretor Geral do HTO, o médico Nilton Gripp, coordenaram a visita feita pela comitiva a todas as instalações do prédio em reforma. “O HTO, equipamento de saúde inédito no Maranhão, ofertará aos pacientes atendimentos com equipamentos de alta tecnologia, capaz de realizar procedimentos como alongamentos ósseo e o implante de próteses articulares, assim como o tratamento de crianças com doenças musculoesqueléticas”, revelou Nilton Gripp.

ESTRUTURA DO HTO

O HTO disponibilizará 44 leitos, sendo para Unidade de Terapia Intensiva (UTI). O corpo clínico será formado por mais de 45 médicos ortopedistas, alguns com diploma internacional, com especialização em cirurgias de ombro e cotovelo, joelho, quadril, coluna mão e microcirurgia, pé e tornozelo, trauma e ortopediatria. Há previsão também para pareceres de cardiologia, cirurgia plástica, cirurgia vascular e cirurgia geral, assim como serviços de enfermagem, nutrição, fisioterapia, fonoaudiologia, serviço social e psicologia.

Três centros cirúrgicos, posto de enfermagem, sala de repouso, salas de curativo e alas especializadas no tratamento pediátrico e de idosos, atendimento ambulatorial com marcação de consultas, análises clínicas, exames de radiologia, ultrassonografia, tomografia, eletrocardiografia e agência transfusional compõem, ainda, a estrutura do HTO. Com a nova unidade, o número de leitos ortopédicos oferecidos pelo estado, na capital, irá dobrar.

DEMANDA REPRIMIDA

“Desde o início da gestão, o Governo do Estado vem, por exemplo, realizando uma série de cirurgias ortopédicas de forma eletiva, além dos procedimentos regulares em onze hospitais pelo interior do estado. Essa iniciativa promoveu um aumento no número de atendimentos realizados em comparação com a gestão anterior. A média mensal de 30 procedimentos de alta complexidade realizados somente na capital durante os últimos meses de 2014 saltou para oitenta por mês em 2017. No interior do estado, o número saltou de 370 para 1.400 cirurgias mensais. Em 2014, a ortopedia, em São Luís, realizava 30 cirurgias por mês, 360 por ano.  Menos do que a capacidade por mês, com a nova unidade, que será de 400 cirurgias”, argumentou Carlos Lula.

O secretário de Estado da Saúde revelou que, no Maranhão, cerca de 70% dos pacientes internados na ortopedia dos hospitais de emergência são vítimas de acidente de moto e outros 30% estão relacionados com acidentes de carro, doméstico, trabalho. “A depender da unidade, seja municipal, estadual ou federal, o tempo de espera por cirurgia varia entre 2 a 4 anos. Quando se trata de procedimentos de alta complexidade, essa espera pode chegar a 8 anos”, acrescentou. Esta obra vai permitir que a gente faça em um mês o que o estado fazia em um ano”, revelou.

DEPUTADOS RECONHECEM IMPORTÂNCIA DO HTO

“Saímos daqui satisfeitos. Constatamos que o padrão é acima da média. Há hospitais privados que não tem o padrão desse aqui. Portanto, o governo está de parabéns porque está fazendo a coisa certa e num tempo muito mais rápido do que se fosse construir, que demoraria muito mais e, acima, de tudo produzindo um resultado que é mais do que necessário. Afinal de contas tem mais de 8 mil pessoas na fila de espera por um atendimento de ortopedia. Acho que essa população merece justiça”, declarou o deputado Bira.

Francisca Primo afirmou que governador e o secretário de saúde estão no caminho certo porque encontraram uma solução mais rápida e mais barata para o problema da demanda de atendimento de ortopedia no estado. “Esse hospital é muito importante para o nosso estado que tem uma demanda reprimida muito grande nessa área. Se fosse se construir, a população esperaria muito mais. Parabéns ao governador e o secretário de saúde por terem encontrado uma solução mais rápida e menos onerosa para o estado”, frisou.

Para Rafael Leitoa, o recurso público está sendo muito bem empregado na viabilização de uma unidade de saúde especializada em tratamento de traumatologia e de ortopedia. “Do ponto de vista econômico, o aluguel de 90 mil por mês com alguns equipamentos é muito vantajoso para o estado. Essa unidade vem aumentar a capacidade do estado em resolver os problemas de traumatologia que temos”, salientou.

Rogério Cafeteira disse que o HTO é mais uma contribuição para a rede pública estadual de saúde, sobretudo para São Luís que conta com os Socorrões sempre sobrecarregados. “Acredito que aqui será garantido um atendimento de qualidade para os milhares de pessoas que estão a espera de um atendimento. Isto mostra o respeito que o governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula têm com a saúde do estado”, ressaltou.

A deputada Ana do Gás reconheceu a importância do HTO para o Estado do Maranhão. “O governador Flávio Dino e o secretário Carlos Lula estão dando uma resposta a muito tempo esperada pela população maranhense, que é um hospital especializado em atendimento de demandas de traumatologia. Vimos que será uma unidade de saúde muito bem equipada, com um alto padrão e com capacidade para atender a demanda do estado”, assinalou.

O deputado professor Marco Aurélio disse que a entrega do Hospital de Traumatologia e Ortopedia do Maranhão é mais uma grande conquista do governo Flávio Dino, que segue firme no trabalho de melhoria dos serviços de saúde. “Constamos, hoje, aqui que a denúncia é mais um o factoide da oposição. Temos aqui em construção mais uma unidade de saúde do estado de alto padrão, a exemplo dos hospitais regionais que o governador vem inaugurando, que vai atender a uma demanda reprimida nessa área”, acentuou.

Nenhum comentário:

Postar um comentário