segunda-feira, 17 de julho de 2017

Prefeitura de São Luís participa do Fórum Brasil de Gestão Ambiental

A Prefeitura de São Luís participou na última semana do Fórum Brasil de Gestão Ambiental (FBGA), realizado em Campinas. O objetivo do evento foi fortalecer a gestão ambiental através da intensificação do diálogo entre o setor público, privado, instituições e organizações não governamentais. A Prefeitura foi representada pelo vice-prefeito Julio Pinheiro, pela Secretária Municipal de Articulação Institucional, Ana Paula Rodrigues, e pela representante da Secretaria Municipal do Meio Ambiente, Bárbara Logrado.

Ao falar da importância do evento Julio Pinheiro disse que o fórum permite um maior diálogo da Prefeitura com outros gestores, através da troca de experiência dos programas implementados em âmbito municipal, estadual e federal. "O evento possibilita a construção de parcerias com diversas entidades visando melhorar a implementação de políticas públicas de meio ambiente e sustentabilidade", disse o vice-prefeito.

Para a secretária, Ana Paula Rodrigues, o fórum debate importantes temáticas e amplia as possibilidades de soluções que possam ser tomadas para aumentar a eficiência na implementação das políticas públicas no município de São Luís. "O fórum traz uma oportunidade única de conjugar e convergir forças das três esferas de governo, das empresas privadas e da sociedade civil, além de ser uma ocasião favorável à trocas de conhecimento entre os diferentes agentes envolvidos no tema ambiental, proporcionando assim, uma troca de experiências importantes para a gestão municipal", frisou Ana.

Na avaliação da representante da Secretaria Municipal de Meio Ambiente, Bárbara Logrado, a participação no fórum foi muito positiva, "ao participar do fórum, fomos capazes de identificar os problemas encontrados no cotidiano da Secretaria de Meio Ambiente e diagnosticar as medidas que deverão ser tomadas para melhorar a eficiência da gestão ambiental no município", declara Bárbara.

Para o prefeito da cidade de Campinas e também presidente da Frente Nacional de Prefeitos (FNP), Jonas Donizette, o evento teve dois importantes significados: "o primeiro é a real importância que a gestão ambiental tem para as cidades brasileiras, o segundo, está relacionado ao difícil momento que o país enfrenta, diante de tantas incertezas, não podemos deixar que isso nos domine totalmente, precisamos continuar com as discussões das políticas públicas que são importantes para os países" disse o Prefeito.

DESAFIOS

Para o Secretário Municipal do Meio Ambiente e presidente da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), Rogério Menezes, um dos desafios da gestão ambiental na atualidade é o tratamento dos resíduos sólidos e principalmente a implantação de uma coleta seletiva e eficiente nas cidades. "Os aterros municipais são verdadeiros lixões, sendo também um exemplo de atraso e de falta de cuidado com o meio ambiente", ressaltou Rogério.

A presidente do Ibama, Suely Araújo, que também participou da abertura do Fórum defendeu a ampliação do diálogo entre governo federal, estados, municípios e sociedade e afirmou, também, que um dos principais pontos a serem discutidos é o equilíbrio entre as áreas urbana e ambiental. "Precisamos da participação de todos. O Ministério e suas vinculadas são apenas partes desse processo, que é de toda a sociedade", destacou Suely.

Para o presidente da Associação Nacional de Órgãos Municipais de Meio Ambiente (Anamma), Rogério Menezes, um dos desafios da gestão ambiental na atualidade é o tratamento dos resíduos sólidos e principalmente a implantação de uma coleta seletiva e eficiente nas cidades. "Os aterros municipais são verdadeiros lixões, sendo também um exemplo de atraso e de falta de cuidado com o meio ambiente", ressaltou Rogério.

No dia da abertura, os convidados participaram dos seguintes seminários e palestras: Desafios da regularização fundiária; Desafios e Perspectivas do Saneamento Básico no Brasil; Desafios para a Conservação do Patrimônio Espeleológico e Utilização de Drones no Registro de Informações Ambientais.

No segundo dia participaram das palestras: Gerenciamento de Áreas Contaminadas; Logística de Reversa de óleos lubrificantes; Investimentos Internacionais na área de Gestão Ambiental e Reciclagem de bitucas de cigarro, entre outras.

No último dia os participantes puderam conferir, por exemplo: o Seminário de Arborização Urbana; Mata Atlântica nas Cidades: Benefícios e Oportunidades e o Painel de Adaptação à Mudança do Clima sob a abordagem de diferentes atores.

OUTRAS ATIVIDADES

Algumas atrações chamaram a atenção de todos os presentes, como os veículos 100% elétricos apresentados pela BYD Brasil, empresa especializada em energia limpa. A Engatex Elevadores apresenta o elevador sustentável como projeto alinhado a questão ambiental. A líder em biologia sintética Oxitec apresenta em seu stand os mosquitos aedes aegipty modificados geneticamente, que tem o objetivo de combater a proliferação da dengue, zika e chikungunya.

Nenhum comentário:

Postar um comentário