terça-feira, 11 de julho de 2017

Prefeitura de São Luís firma convênio com a UNDB para implantação de Semáforos Inteligentes

A Prefeitura de São Luís, através da Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), realizou convênio para acordo de parceria técnica com a Unidade de Ensino Superior Dom Bosco (UNDB) com o objetivo de desenvolver projetos em diversas áreas de ação da secretaria, principalmente no setor de trânsito e mobilidade urbana em geral. Inicialmente as ações da parceria SMTT-UNDB terão como principal foco o desenvolvimento de semáforos inteligentes, equipados com temporizadores adequados ao fluxo de vias.

Com tal recurso, o semáforo flexibiliza a passagem de motoristas e pedestres de acordo com a demanda de fluxo do local. Desse modo, ao identificar a espera do pedestre para atravessar a faixa, o semáforo inteligente fecha o sinal para o motorista; do mesmo modo, quando identifica a ausência de pedestre para atravessar a faixa, libera o fluxo de veículo de modo contínuo.

O secretário da SMTT, Canindé Barros, destacou que parcerias desta natureza é uma forma da Prefeitura incentivar a produção de conhecimento local, bem como as suas respectivas aplicabilidades em benefício da sociedade onde estudantes, professores e instituições de ensino estão inseridos.

"É uma das primeiras parcerias que a SMTT está fazendo com a UNDB, destacando que não será apenas na área semafórica, mas também na geometria do trânsito das nossas vias", ressaltou titular da SMTT.

Estiveram presentes para a assinatura do convênio a equipe técnica da secretaria, os professores Thiago Coelho Ferreira, coordenador do Curso de Engenharia Civil e Produção e a coordenadora de projetos de semáforos inteligentes, Débora Rodrigues Stefanello.

Para o professor Thiago Coelho a assinatura do convênio é um momento importante para a Prefeitura com o meio acadêmico, visto que este está colocando na prática seus conhecimentos e beneficiando a sociedade.

SOBRE O PROJETO

Débora Rodrigues Stefanello, explicou que a instituição vai desenvolver a metodologia de cálculo de tempo para abertura de semáforos para a codificação e implantação do software nos equipamentos. Os testes serão realizados na Avenida Jerônimo de Albuquerque.

"O principal benefício para a cidade é agilidade no trânsito, evitar longos congestionamentos e que o próprio o semáforo atue como um agente de trânsito autônomo, além de incluir São Luís no contexto de cidades inteligentes", avalia a engenheira. Aos alunos, ela avalia como fundamental a aliança entre teoria e prática, proporcionada pela extensão universitária, pois permite que o conhecimento seja aplicado por meio dos cursos e grupos de estudo.

Participam do projeto os cursos Sistemas de Informação, onde será desenvolvido o sistema; e Engenharia Civil, que se responsabilizará pelo estudo de tráfego e cálculos para tempo estimado do semáforo. Todo o desenvolvimento é supervisionado pelos professores envolvidos no projeto, assim como o acompanhamento e implantação.

Nenhum comentário:

Postar um comentário