sexta-feira, 23 de junho de 2017

Capacitação prepara escolas de Paço para projetos de robótica e práticas corporais

A Prefeitura de Paço do Lumiar, por meio da Secretaria Municipal de Educação (Semed), realizou nesta quinta-feira (22), no prédio do Instituto de Ensino Superior Franciscano (Iesf), no Maiobão, nove horas de capacitação, para gestores e coordenadores de escolas da rede pública. A formação foi voltada para dois grandes projetos que visam melhorar ainda mais a educação do Município: projeto Praticar e programa de Robótica PESC.

O primeiro trata-se de um Sistema Integrado de Práticas Corporais, que tem a proposta de trabalho para as aulas de Educação Física em 49 escolas da rede pública de Paço do Lumiar. De acordo com o secretário de Educação, Fábio Rondon, a disciplina de Educação Física contribui na socialização e no estímulo da convivência.

"O extraordinário poder de encantamento, de socialização e de entusiasmo, próprios da Educação Física e de seus professores e professoras, aliados aos conhecimentos críticos proporcionados pelas novas abordagens da chamada Cultura Corporal, tornam essa disciplina uma ferramenta singular, indispensável no processo de construção da escola que queremos", ressaltou o secretário de Educação de Paço, Fábio Rondon.

ROBÓTICA

O outro projeto, o Robótica PESC, que alcançará 22 escolas do Município, traz consigo a filosofia de que os estudantes podem construir seus próprios conhecimentos utilizando-se de recursos tecnológicos, de maneira prática e lúdica. A ideia é que os estudantes possam "aprender fazendo", através de uma conexão deles com as tecnologias e, por meio delas, gerar conhecimento.

"O objetivo de inserir robótica na educação é promover desafios, com elaboração de projetos, reflexões sobre as experiências vivenciadas, estabelecendo relações com conhecimentos tecnológicos, físicos, químicos, matemáticos entre outros, sempre voltados para a formação do olhar científico", detalhou o secretário Fabio Rondon.

Durante a capacitação, foi passado para os gestores e coordenadores que quando se fala em uma educação de qualidade, esta não se resume apenas a bons indicadores de desempenho escolar. “O que se espera de uma escola de qualidade é que ela seja formada por uma comunidade de profissionais e estudantes voltados para o estudo, para a pesquisa e para a produção do conhecimento e do saber, de forma criativa e crítica, em um ambiente bem estruturado, estimulante e, ao mesmo tempo, acolhedor e atrativo”, resumiu Fábio Rondon.

Nenhum comentário:

Postar um comentário