quarta-feira, 24 de maio de 2017

Intervenção na rotatória da Forquilha está em fase de conclusão

Está em fase de finalização as obras do novo desenho geométrico que modificará por completo o trânsito na antiga rotatória da Forquillha, na ramificação rodoviária de São Luís com municípios da região metropolitana. Com projeto da Prefeitura de São Luís, executado pelo Governo do Estado, a intervenção contribuirá para reduzir pontos de congestionamento nos principais corredores da cidade.

Com mais de 90% da obra concluída, o trecho trabalhado já está com toda a parte de drenagem profunda pronta, assim como os novos retornos, a divisão do fluxo de veículos, novo asfalto, construção de calçadas, meios-fios e sarjetas. Também já foram realizadas intervenções para drenagem e pavimentação da Avenida Guajajaras e, também, das rodovias MA-201 e MA-202, mais conhecidas como Estrada de Ribamar e Estrada da Maioba, respectivamente.

As alterações modificam o trânsito da região num entorno de aproximadamente 15 mil metros quadrados. Além das obras no retorno da Forquilha, outras importantes intervenções foram executadas para desafogar o trânsito na região. Entre elas estão as melhorias das condições de tráfego nas ruas dos bairros Forquilhinha e Cohab, que dão acesso à Avenida Jerônimo de Albuquerque, como Rua do Livramento, Rua 01, Avenida 08 e Rua 04, que já receberam serviços de drenagem e asfaltamento.

Devido à sua extensão, as obras da Forquilha ocorreram em diferentes fases, e, atualmente os trabalhadores estão concentrados na região da antiga rotatória até a Forquilhinha. Em alguns trechos já foram realizados, inclusive, serviços de sinalização horizontal. As mudanças terão impacto direto para mais de 20 bairros na capital e nos municípios vizinhos como Paço do Lumiar e São José de Ribamar.

"É mais uma parceria importante entre Governo do Estado e Prefeitura de São Luís, com ganhos imensuráveis para a população. É um projeto moderno, que segue a linha de inteligência no trânsito adotada na maioria dos países da Europa. São obras com custos menores, mas resultados muito satisfatórios e definitivos", explica o secretário da SMTT, Canindé Barros.

O secretário ressaltou outras intervenções importantes realizadas pela gestão do prefeito Edivaldo, a exemplo da rotatória do Bacanga e rotatória do aeroporto, sendo a ultima também em parceria com o Governo do Estado, na gestão do governador Flávio Dino, dando soluções definitivas à fluidez do trânsito.

A mudança da geometria do tráfego na Forquilha integra o pacote dos projetos de intervenções apresentado pela Prefeitura de São Luís ao Governo do Estado que consiste na retirada de todas as rotatórias existentes na cidade, transformando-as em cruzamentos semafóricos. As mudanças previstas nesta parceria preveem obras desde a entrada da cidade, no Tirirical, até a Cohab.

As intervenções na Forquilha já agradam pedestres e motoristas que transitam pelo local, como o mototaxista Antônio José Rodrigues, 31 anos. "Mesmo com o trabalho em curso, já sentimos a diferença na melhoria do fluxo de veículos. Quando for concluída, então, é que vai ficar esse excelente. Há muito anos precisávamos dessas mudanças aqui", observou ele.

SINALIZAÇÃO

Com a conclusão dos serviços de modificação da geometria, a SMTT está dando prosseguimento à sinalização horizontal, vertical e de grupos semafóricos. "No trecho da Avenida Jerônimo de Albuquerque já implantamos dois semáforos: em frente a Maternidade Benedito Leite (antigo hospital Unimed) e outro acionado com botoeira em frente ao Forno Quente. Isso vai facilitar a travessia do pedestre", afirma o secretário. Ainda esta semana a SMTT conclui a parte da fiação para realizar os primeiros testes.

As modificações se iniciaram pelo Tirirical, concluída no ano passado. O congestionamento crônico no local é passado. A obra da rotatória da Forquilha é parte das três intervenções no corredor de seis quilômetros nas avenidas Guajajaras e Jerônimo de Albuquerque, compreendido entre o Tirirical e o terminal da integração da Cohab. As duas outras serão na rotatória do São Cristóvão e na entrada da avenida Lourenço Vieira da Silva, que dá acesso ao terminal.

TRÂNSITO

No horário de pico, a Forquilha registra um volume de veículos que reúne mais de 11 mil veículos, fluindo nas convergências da rotatória em uma das áreas que mais cresce atualmente na cidade.

As duas alças, na Cohab e no bairro João de Deus, em posições quase simétricas na Guajajaras e Jerônimo de Albuquerque, permitirá contornos com total segurança para os condutores de veículos e, melhor, sem problema de congestionamento. "Com estas obras vamos retirar o ciclo de congestionamento que temos desde a saída da cidade até o retorno da Cohab", afirma Barros.

Desde que foram iniciadas as intervenções nos principais corredores da cidade, o aumento da velocidade média no trânsito passou de 10 km/h para 30 km/h, próximo ao recomendado que é de 35 km/h. Isso tudo com redução a quase zero de ocorrência de acidentes com vítimas. Para o secretário da SMTT, a fluidez do trânsito deve considerar a segurança do pedestre, assim como do condutor.

"Esta obra veio mesmo para resolver o problema dos engarrafamentos quilométricos que tínhamos aqui. As intervenções que estão realizando são muito inteligentes e vão beneficiar demais nossa vida no trânsito desse setor que é tão congestionado nos horários de pico", relatou o taxista Ânderson Costa, 35 anos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário