domingo, 19 de março de 2017

São José de Ribamar: Revitalização do Cais impulsiona turismo no município

São José de Ribamar costuma atrair milhares de pessoas durante festejos e eventos relacionados ao santo padroeiro do Maranhão. Mas para além turismo religioso, a cidade possui outros atrativos, como praias desertas e uma baía propícia para a prática de esportes náuticos e pesca recreativa.

Com a inauguração do novo cais prevista para os próximos dias, a expectativa é que o turista volte os olhos para as belezas naturais da cidade balneária, gerando mais emprego e renda na região. A obra, conduzida pela Empresa Maranhense de Administração Portuária (Emap), é também muito esperada por moradores, que serão beneficiados com um equipamento urbano de qualidade.

“Temos todo o aparelho necessário para receber o turista, no que diz respeito ao turismo religioso. Mas as nossas praias, nossas falésias, precisavam de um incremento. Temos muita variedade de praias, caminhos desertos que o turista gosta e creio que, com a entrega do cais reformado e revitalizado pela gestão do governador Flávio Dino, nós vamos dar uma alavancada muito grande na exploração turística das nossas belezas naturais”, afirmou o secretário municipal de Turismo, Cultura, Esporte e Lazer de São José de Ribamar, Edson Calixto.

Para Edson Calixto, o cais possibilitará ao município a atracação de veleiros, catamarãs e navios, impulsionando o turismo náutico. “Recentemente foi feita uma batimetria e a nossa profundidade está em 12,3 metros. Isso significa que nós estamos ali, colados com o Porto do Itaqui. Não é pretencioso de nossa parte, é possível”, explicou.

O secretário municipal de Turismo acredita, ainda, que o cais pode se tornar  chamariz para a prática do kitesurf e outros esportes
náuticos, além da pesca recreativa, já bastante difundida entre os moradores de São José de Ribamar.

Cais de São José de Ribamar

A revitalização e urbanização do Cais de São José de Ribamar compreende intervenções em 4.660 metros quadrados de área, com a construção de píer adequado às embarcações, iluminações em led, projetores e recuperação estrutural do espaço.

Na área, foi construído um passeio público com praça, ciclovia, gazebos, quiosques e banheiros com acessibilidade. Há, no local, ainda, pavimento tátil para auxiliar na locomoção de pessoas com deficiência, rota acessível sinalizada, demarcação de espaços para quem tem mobilidade reduzida e rampas de acesso a cadeirantes, além de academia ao ar livre.

Segundo o engenheiro Marcelo Tavares, fiscal da obra, a obra será finalizada em poucos dias, pois já está avançada, em fase de pintura e testes na rede hidráulica e sanitária. Com a construção, que durou aproximadamente 8 meses, foram gerados cerca de 2 mil empregos, entre diretos e indiretos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário