segunda-feira, 27 de março de 2017

Imperatriz: Assis Ramos desfaz notícia que ex-prefeitos seriam culpados em esquema de corrupção

A notícia da existência de um esquema de desvio de grande parte do dinheiro que deveria ser arrecadado pelo município em forma de tributos levou o ex-vereador e ex-candidato a prefeito, Edmilson Sanches, a contextualizar de forma equivocada a informação. Para Sanches, o atual prefeito estaria acusando os seus antecessores Ildon Marques, Jomar Fernandes e Sebastião Madeira, fato que em nenhum momento foi sequer cogitado por Assis Ramos.

O esquema existe, tira proveito de fragilidades dos sistema operacional e por conta disso já tem gente afastada das funções. Na terça-feira passada a prefeitura publicou em O Progresso edital de instalação de procedimento de apuração desses fatos. “Assis Ramos afasta qualquer possibilidade de que os ex-prefeitos pelo menos soubessem disso. O caso está sendo cuidadosamente investigado e é possível que os desvios ocorram desde que esse sistema entrou em operação, há quase 20 anos.

Basicamente, descontos de até 95% eram simulados para os valores dos tributos. O sistema operacional deveria ser programado para não aceitar esse tipo de manipulação, mas aceitava, e a desconfiança se deu a partir do momento que os gestores atuais começaram a comparar o desempenho da arrecadação de Imperatriz frente a cidades do mesmo porte. Levantamentos preliminares fizeram ver a prática desses abatimentos absurdos.

Não se tem ainda um valor calculado para o tamanho da perda, mas tudo leva a crer que os desvios vinham num crescendo, exatamente para não levantar suspeitas, daí a impossibilidade dos gestoras anteriores detectarem o esquema. Mas na fase atual os descontos manipulados chegaram a patamares tão absurdos que foi fácil detectar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário