terça-feira, 28 de fevereiro de 2017

Prefeitura capacita técnicos de estabelecimentos de abate e transportadores de produtos animais

Com objetivo de alcançar maior qualidade e segurança no que diz respeito à comercialização e consumo de produtos de origem animal na capital, a Prefeitura de São Luís, por meio da Secretaria Municipal de Agricultura, Pesca e Abastecimento (Semapa), realizou capacitação dos responsáveis técnicos de matadouros e transportadores dos produtos oriundos desses estabelecimentos. Na ocasião, foram discutidas as medidas higiênico-sanitárias necessárias para realização do trabalho de forma correta.

Esta ação de educação sanitária faz parte faz parte de um plano de combate ao abate e transporte indevidos de produtos de origem animal. "As atividades de fiscalização e de capacitação da Semapa serão cada vez mais frequentes, seguindo orientação do prefeito Edivaldo, para que nossa população tenha cada vez mais produtos de qualidade em sua mesa, com excelentes condições higiênicas. Já os nossos produtores devem estar regularizados para exercer seu trabalho atendendo a todas as exigências de segurança alimentar e que possam gerar cada vez mais renda", ressaltou o secretário da Semapa, Ivaldo Rodrigues.

A superintendente de defesa e inspeção sanitária animal e vegetal da Semapa, Rosanyr Aranha, destaca que todos os integrantes que participam desse processo, desde a origem até a comercialização dos produtos de origem animal, receberão a capacitação. "Iremos dar continuidade a essa capacitação também para os comerciantes, atuando em campanhas educativas, com distribuição de materiais, alcançando o maior número possível de profissionais" afirmou Rosanyr Aranha.

FISCALIZAÇÃO

Há alguns dias, foi realizada uma fiscalização pela Agência Estadual de Defesa Agropecuária do Maranhão (Aged/MA) em parceria com a Semapa e Polícia Militar do Estado do Maranhão. A blitz aconteceu na Vila Collier e também no bairro Maracanã e adjacências. Durante a fiscalização, veículos de transporte de vísceras e carcaças animais, foram inspecionados pela Aged logo após a saída dos abatedouros, para verificar as condições higiênicas desses alimentos, com intuito de coibir o transporte irregular.

Para o chefe da unidade regional de São Luís da Aged, Assuero Feitosa Júnior, essa parceria com a Prefeitura deve ser mantida para fechar todos os elos da cadeia de produção. "Segregando os bons abatedouros e transportadores, dos que estão realizando um trabalho que compromete os alimentos por uma possível contaminação, há uma maior valorização dos trabalhadores que seguem todas as normas", explica Assuero.

A verificação das condições de armazenamento e transporte desses produtos faz parte da competência legal da Superintendência de Defesa e Inspeção Sanitária Animal e Vegetal da Semapa, que tem por obrigação dar seguridade ao alimento que vai à mesa do consumidor. Somente na vistoria da semana passada, 500 quilos de alimentos em média foram apreendidos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário