segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

Ações educativas e de fiscalização reduziram em 25% número de mortes no trânsito no Maranhão

O Maranhão registrou queda de 25% no total de mortes em decorrência de acidentes de trânsito na comparação entre os anos de 2014 e 2015. Ao todo, 523 vidas foram salvas depois que o Governo do Estado intensificou a realização de ações educativas e de fiscalização em todo o estado, cujo aumento foi de 1.700% nos últimos dois anos em relação a 2014.

O levantamento foi feito com base nos dados divulgados pelo Seguro Obrigatório por Morte do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), que apontou que, em 2014, ocorreram 2.149 mortes por acidentes de trânsito no Maranhão. Comparativamente com 2015, houve uma redução de 25% nos registros, foram 1.626 óbitos, representando 523 vidas salvas em apenas um ano.  Os dados sobre mortes no trânsito em 2016 ainda não foram divulgados.

As blitzen são realizadas pelo Departamento Estadual de Trânsito do Maranhão (Detran) mediante estudos de necessidade e da solicitação dos municípios. “O Detran tem realizado ações de cunho educativo em todo o estado. Por meio dos encontros de Coordenadores de Educação para o Trânsito, que reúne coordenadores das 15 Circunscrições Regionais de Trânsito do Maranhão (Ciretrans), traçamos o calendário das blitzen educativas e de fiscalização realizadas no interior e na capital do estado. É um trabalho que vem rendendo resultados satisfatórios e, principalmente, salvando vidas”, explicou a coordenadora de Educação para o Trânsito, Rose de Farias.

Num comparativo rápido é possível identificar a importância das ações educativas realizadas pelo Governo do Estado. Em 2014, foram realizadas apenas 8 operações da Lei Seca e as ações foram somente na cidade de São Luís. Em 2015 houve aumento expressivo das ações, foram realizadas 120 operações; em 2016, foram 151 barreiras de fiscalização da Operação Lei Seca. Tanto em 2015 quanto em 2016, as ações foram realizadas em todo o Maranhão e não apenas na capital. As operações representam um aumento de mais de 1.700% nas ações de fiscalização e educação.

“Temos várias operações educativas, como a ‘Direção Certa’, abordagens realizadas em bares e locais de festa com a intenção de conscientizar motoristas e caronas dos perigos de dirigir sob o efeito de bebidas alcoólicas, além de operações de fiscalização como é o caso da Lei Seca, onde contamos com o apoio da Polícia Rodoviária Federal (PRF) e da Companhia de Polícia Rodoviária Militar Independente (CPRv-Ind), que realizam abordagens com testes do etilômetro, aparelho que mede a quantidade de álcool no sangue do motoristas, mas que também recebem panfletos com dicas de trânsito e condução responsável”, informou a coordenadora Rose de Farias.

O condutor Emerson Silveira foi abordado durante operação realizada na cidade de Rosário e destacou a importância das ações para a organização do trânsito. “Operações de conscientização como estas são muito boas para alertar os motoristas sobre a forma correta de dirigir e de cumprir as leis, precisa mostrar para quem não tem conhecimento que não se pode dirigir de qualquer forma”, comentou.

“Com a presença da polícia e do Detran, os condutores que fazem tudo corretamente se sentem mais seguros no trânsito. É uma oportunidade de conscientizar os motoristas a não saírem alcoolizados e respeitarem as regras de trânsito”, contou o condutor Domar Brito.

Continuidade das fiscalizações

O ano de 2017 começou com o calendário extenso de operações realizadas no interior e na capital. Com a Campanha ‘Férias em Trânsito’, o Detran tem conscientizado os motoristas usando o auxílio de um carro de som com marchinhas de carnaval e fazendo a entrega de material educativo e conversa com educadores, que alertam centenas de foliões sobre os perigos de dirigir sob o efeito de bebidas alcoólicas.

Com o projeto de interiorização da campanha ‘Férias em Trânsito’, as cidades de Santa Inês, Pindaré-Mirim, Pio XII, Bacabal, Pedreiras, Pinheiro, Turilândia, Santa Helena, Cururupu, Mirinzal, Axixá, Morros, Barreirinhas, Chapadinha, Buriti e Itapecuru-Mirim, totalizando 1.731 condutores abordados, 123 testes de etilômetro e 6 altos de infração e crime por alcoolemia registrados.

Em Rosário, o condutor Sebastião Oliveira parabenizou a realização das operações. “A operação nos dá mais segurança. Todos sabemos que beber e dirigir é um perigo para todos, então o certo é não beber quando for dirigir e respeitar as leis de trânsito. Esse tipo de ação é muito importante  para conscientizar os motoristas disso”, explicou o motorista.

Nenhum comentário:

Postar um comentário