terça-feira, 8 de novembro de 2016

Prefeituras da grande ilha e Governo do Estado discutem ações para região metropolitana de São Luís

Fomentar ações conjuntas nas áreas de Saúde, Educação, Segurança, Mobilidade Urbana e demais setores de interesses comuns dos municípios localizados na região metropolitana de São Luís. Foi este o objetivo do encontro realizado na tarde desta segunda-feira (7) no Salão de Atos do Palácio dos Leões e que contou com a participação do prefeito de São Luís, Edivaldo e dos prefeitos eleitos dos municípios vizinhos à capital - Luís Fernando Silva, de São José de Ribamar; Domingos Dutra, de Paço do Lumiar; e Talita Laci, de Raposa. A metropolização beneficia diretamente cerca de 1,6 milhões de pessoas, a maioria de São Luís.
  
O governador Flávio Dino pontuou a importância do projeto como ferramenta para a execução de um pacote de benefícios comuns aos municípios envolvidos. "O objetivo é a integração imediata de políticas públicas, definidas a partir de temas prioritários que vão determinar a agenda de trabalho entre o governo e os municípios. O desenvolvimento do estado passa por este trabalho conjunto com os municípios", destacou o governador Flávio Dino.
   
Durante a reunião, foram eleitas as prioridades de políticas públicas para este primeiro momento que incluem segurança, turismo, mobilidade urbana e gestão de resíduos sólidos. "Com a parceria do governo do Estado, teremos, em um curto espaço de tempo, a atuação efetiva da região metropolitana de São Luís, através da criação da Agência Metropolitana e do Fundo Metropolitano. Com a atuação de forma integrada, será possível otimizar o uso dos recursos públicos, ao mesmo tempo em que se aumenta a produtividade e se geram mais benefícios para a população", disse Edivaldo.

Criada em 2015, a Região Metropolitana de São Luís integra, além dos quatro municípios da ilha, outros nove no continente, como Santa Rita, Alcântara e Bacabeira, entre outros. A partir de então a Prefeitura de São Luís vem desenvolvendo ações pontuais entre os municípios da grande ilha, em áreas como saúde, limpeza, transporte, turismo regional, dentre outras, a fim de garantir politicas públicas básicas aos moradores que moram nessas regiões limítrofes.

Estavam presentes à reunião o vice-governador, Carlos Brandão; o secretário de Estado de Assuntos Políticos e Comunicação Social (Secap), Márcio Jerry; o secretário de Estado de Governo (Segov), Antônio Nunes; secretário-chefe da Casa Civil, Marcelo Tavares; o secretário de Estado de Infraestrutura (Sinfra), Clayton Noleto.


Nenhum comentário:

Postar um comentário