domingo, 10 de julho de 2016

Pastor acusado de abusar do enteado deixa prisão sem tornozeleira

A Justiça do Rio concedeu a liberdade ao pastor Felipe Heiderich, acusado de abusar sexualmente do enteado de 5 anos, mas a determinação não pôde ser cumprida porque o estado está sem tornozeleiras eletrônicas.

Ele foi solto do complexo penitenciário de Bangu, na Zona Oeste do Rio, na madrugada deste domingo, sem tornozeleira eletrônica, o pastor estava preso em uma cela isolada da Cadeia Pública José Frederico Marques.

Felipe Heiderich teve a prisão temporária decretada por 30 dias pela 17ª Vara Criminal do Rio, após o Ministério Público endossar um pedido feito pela delegada Cristiana Bento, da Delegacia da Criança e do Adolescente Vítima (DCAV). O pedido foi baseado ainda em uma avaliação psicológica e psiquiátrica da criança, que teve acompanhamento de dois profissionais, ao ser ouvida pela polícia.

Fonte: Jornal Extra 

Nenhum comentário:

Postar um comentário