sexta-feira, 26 de fevereiro de 2016

PF combate fraudes em benefícios previdenciários em Paço do Lumiar e outros municípios do Maranhão

A Polícia Federal, em conjunto com o Ministério do Trabalho e Previdência Social e Ministério Público Federal, deflagrou hoje (26/2) a Operação Tânato, para desarticular organização criminosa responsável por crimes previdenciários que atuava desde 2009, em São Luís, Paço do Lumiar, São José de Ribamar, São Bento e Palmeirândia, no Maranhão.

O prejuízo, inicialmente identificado, aproxima-se de R$ 4,3 milhões. O valor do prejuízo evitado com a consequente suspensão desses benefícios aproxima-se de R$ 6,5.

A operação contou com a participação de 60 policiais federais e 2 servidores da Previdência Social. Foram cumpridos 28 mandados judiciais: 16 de busca e apreensão e 12 de condução coercitiva, além do arresto de bens e de veículos dos envolvidos.

As investigações, iniciadas em 2013, levaram à identificação de um esquema criminoso no qual eram adquiridos cartões magnéticos, utilizados para saques de benefícios do INSS, após o falecimento dos segurados (saques post mortem).

No decorrer das investigações, também foi comprovada a falsificação de documentos públicos para fins de requerimento de benefícios previdenciários e assistenciais. A organização criminosa também contava com a participação de um servidor do INSS.

Nenhum comentário:

Postar um comentário