segunda-feira, 7 de dezembro de 2015

Prefeitura entrega 15 toneladas de alimentos durante edição do "Peixe solidário"

Durante mais uma ação do Programa Peixe Solidário, a Prefeitura de São Luís distribuiu 15 mil toneladas de alimentos a mais de duas mil pessoas. Diversos alimentos, inclusive peixe, foram entregues neste sábado (5), a famílias da região da Cidade Operária. O programa é uma iniciativa da Prefeitura de São Luís, executado pela Secretaria Municipal de Segurança Alimentar (Semsa), em parceria com a Secretaria da Criança e Assistência Social, com o apoio da Defesa Civil.

O prefeito Edivaldo destacou os avanços realizados na área da segurança alimentar. "Estamos muito felizes com os largos passos que temos dado nessa área. O mais importante é que através de ações como essas estamos oferecendo às famílias alimentos nutritivos e de qualidade, proporcionando uma vida mais saudável à população", disse.

A ação soma-se às inúmeras realizadas pela Semsa, que têm o objetivo de promover o acesso ao alimento seguro e nutritivo às pessoas em vulnerabilidade social. A titular da Semsa e nutricionista Fatima Ribeiro, destacou o resultado positivo dos esforços de toda equipe e apoio irrestrito do prefeito Edivaldo. Ela pontuou, ainda, que o trabalho objetiva também o cumprimento das metas do Plano Municipal de Segurança Alimentar e Nutricional (PLAMSAN). "O objetivo é que essa população tenha mais qualidade de vida e segurança alimentar com sustentabilidade", destacou.

A ação contemplou famílias cadastradas no Centro de Referência e Assistência Social (CRAS), que, além da Cidade Operária, inclui ainda moradores do São Raimundo, Cidade Olímpica e Vila Janaína. A dona de casa Maria de Jesus dos Santos, 38 anos, ficou animada com a ação e parabenizou a gestão municipal. "A gente pode não comprar muita coisa, mas comida tem que ter na mesa todos os dias. O prefeito Edivaldo está provando que tem compromisso com quem mais precisa. Alimento é uma necessidade", disse.

Para a servente Joana dos Santos Pereira, 45 anos, os alimentos vão ajudar na diminuição da despesa e na alimentação dos cinco filhos. "O dinheiro que eu ia comprar esses alimentos vou usar em outras coisas. O prefeito está de parabéns com essa inciativa". Fatima Ribeiro pontuou que a dimensão do programa pode ser comprovada pela satisfação no rosto das milhares de famílias atendidas. "O prefeito Edivaldo está muito feliz com os resultados alcançados, por garantir o alimento a estas milhares de pessoas", destacou.

O projeto vai culminar com a campanha Natal sem Fome, que vai distribuir toneladas de alimentos, sendo 21 toneladas só de peixe, a famílias em vulnerabilidade social. A secretária municipal de Segurança Alimentar ressalta que a meta é atender o maior número de pessoas até o dia 22. "Queremos somar para que essas famílias tenham um Natal mais feliz e com mais segurança alimentar", concluiu.

BANCO DE ALIMENTOS

A campanha Natal sem Fome inicia as ações do primeiro Banco de Alimentos da capital, equipamento da Segurança Alimentar que manipula e reaproveita alimentos para serem distribuídos a famílias carentes. O banco é regulamentado pelo Ministério de Desenvolvimento Social e Combate à Fome (MDS), e integra a Rede Nacional de Bancos de Alimentos. Outra conquista da Segurança Alimentar Municipal foi a aprovação de um convênio pelo Ministério da Ciência e Tecnologia no valor de R$ 1,5 milhão para a construção de um segundo Banco de Alimentos para São Luís. A construção desse equipamento de Segurança Alimentar, que será um Banco Escola, terá caráter técnico-cientifico e virá equipado com uma cozinha para, além da alimentação, promover cursos na área alimentar em parceria com universidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário