terça-feira, 17 de novembro de 2015

Veja a relação parcial dos que foram presos até agora pela PF na operação “Sermão aos Peixes”

Todos membros principais dos institutos Bem Viver, ICN, da empresa Litucera e alguns ex-dirigentes e coordenadores da Secretaria de Estado da Saúde tiveram prisões preventivas ou coercitivas decretadas pelo Juiz Roberto Carvalho Veloso da Justiça Federal do Maranhão Maranhão.

Pela Bem Viver foram presos  Antonio Bernardo Milhomem Pereira (coercitiva) e Emílio Borges Resende (preventiva).Pelo Instituto de Cidadania e Natureza estão os médicos Péricles Guará Silva e Benedito Silva Carvalho, além de Péricles Silva Filho (coercitiva) e ainda teve prisão decretada José Inácio Guará Silva, falecido na semana passada.

Os principais executivos da Litucera, que operava na limpeza e serviços de alimentação dos hospitais durante a gestão de Roseana Sarney, foram presos.

Essa mesma empresa voltou a ser contratada agora no governo de Flávio Dino, pelo enrolado Instituto Corpore, sediado no Paraná.Além deste, foram presos também o ex-funcionários da Secretaria de Estado da Saúde José Sérgio de Melo Moraes Rêgo, Sérgio Senna e Rômulo Trovão.

O ex-secretário de Saúde, Ricardo Murad, também foi conduzido agora às 11h para a sede da PF onde presta depoimento.Em Imperatriz foram presas pessoas ligadas a empresas terceirizadas que prestaram serviços para a Maternidade Infantil daquela cidade. Estão presos Clidenor Simões, ex-prefeito de Davinópolis, e Charles Lopes, além de outras.

A PF cumpre em Imperatriz 13 mandatos de busca e apreensão.A operação “Sermão aos Peixes” apura desvios de recursos de verbas federais e deve cumprir 60 mandados de prisões preventivas, conduções coercitivas, de busca e apreensão em São Luís e outras cidades do interior. Participam da operação 200 policiais e 10 membros da Controladoria Geral da União e do Ministério Público Federal.

Nenhum comentário:

Postar um comentário