domingo, 8 de novembro de 2015

Edivaldo reduz déficit habitacional com entrega de mais 300 residências do "Minha Casa, Minha Vida"

O prefeito Edivaldo destacou o ato de entrega das chaves de 300 novas unidades habitacionais do Residencial Amendoeira IV às famílias contempladas pelo programa "Minha Casa, Minha Vida", nesta sexta-feira (6), como uma ação de grande alcance social por representar a mudança de realidade de muitas famílias ludovicenses e por demarcar uma nova etapa na expansão urbanística da cidade.

"Já entregamos mais de 8 mil habitações em São Luís, nessa parceria importante com o governo federal, imbuídos na missão desafiadora de reduzir o déficit habitacional em nossa capital, que já atingiu patamares significativos de redução. Adquirir a casa própria é o grande sonho de toda família, e nós ficamos sempre muito felizes em participar da concretização desse objetivo", disse Edivaldo.

A solenidade de entrega das casas foi realizada no local do empreendimento, no Maracanã, área de interesse social da capital maranhense. O diretor de Habitação e vice-presidente da Caixa em exercício, Teotônio Rezende, participou da cerimônia.

Com a entrega de mais essas 300 unidades, a Prefeitura de São Luís avança a passos largos e ininterruptos na condução de sua política habitacional e comprova o êxito do programa Minha Casa, Minha Vida na capital maranhense, com a implementação das políticas públicas voltadas ao setor, visando à melhoria da qualidade de vida das famílias ludovicenses e à redução do déficit habitacional na capital. A Prefeitura já entregou 8.155 mil unidades habitacionais só nos dois primeiros anos da atual gestão.

EMPREENDIMENTO

O Residencial Amendoeira IV vai beneficiar cerca de 1.500 família. Esta é a última etapa de entrega do empreendimento, que, somadas às etapas I, II e III, totaliza 1.600 casas entregues. Cada unidade habitacional possui dois quartos, sala, cozinha e banheiro. Os residenciais Amendoeira I, II e III foram entregues em agosto deste ano durante cerimônia com a participação do prefeito Edivaldo, da presidente Dilma Rousseff e do governador Flávio Dino. Todas as etapas do empreendimento contam com infraestrutura como estação de tratamento de água e esgoto, espaço de lazer com quadra, playground, anfiteatro ao ar livre, posto policial e já está prevista a construção de uma escola.


NOVAS HABITAÇÕES

Presente à solenidade de entrega das casas, o diretor de Habitação e vice-presidente da Caixa em exercício, Teotônio Rezende, ressaltou a parceria institucional entre os entes para a execução dos projetos de interesse social e destacou a realização da terceira fase do programa 'Minha Casa, Minha Vida', que prevê a construção de mais 3 milhões de unidades habitacionais em todo o país. "O mais importante é que os projetos são executados sem levar em conta ideologias políticas e partidária, mas apenas a necessidade que cada cidade apresenta", disse o diretor da Caixa.

Na terceira fase do programa "Minha Casa, Minha Vida", conforme já havia anunciado a presidente Dilma Rousseff, durante sua visita a São Luís, o Maranhão será beneficiado com 160 mil novas unidades habitacionais em diversos municípios, dentre as quais São Luís está incluído.
  
ENTREGA
  
Em ato simbólico, foram entregues as chaves das casas aos moradores contemplados Maria das Neves Oliveira, Elizabeth Nunes e Marinalva Silva Carreiro. Ao receber das mãos do prefeito Edivaldo a chave de sua nova moradia, a dona de casa Marinalva Silva comentou a emoção que sentia no momento. "Eu morava em um casebre na palafita do Ipase. Não tenho nem palavras para descrever a felicidade que sinto agora. Ter uma casa digna para morar com meus seis filhos sempre foi meu grande sonho", disse ela.

Após o descerramento da placa de entrega das unidades, o prefeito Edivaldo, acompanhado das autoridades presentes ao ato, realizou visita às instalações de uma das casas entregues, pertencente ao casal contemplado Josimar e Karliane Araújo. Recém-casados, eles veem na nova moradia um sinal de mudança em suas vidas. "Vamos sair do aluguel e passar a morar na nossa própria casa. Estamos todos muito felizes", comemorou Karliane.

O secretário municipal de Urbanismo e Habitação, Diogo Lima, destacou a celeridade na execução dos projetos habitacionais em São Luís, que cumpre todos os prazos de construção e entrega das unidades contratadas pelo Município. "Só neste ano foram entregues 6 mil unidades e temos ainda muitos empreendimentos em construção. A Prefeitura tem envidado esforços no sentido de manter um ritmo de contratação, construção e entrega funcionando paralelamente, para que consigamos ter sempre habitações a entregar e, assim, reduzir gradativamente o déficit habitacional na capital", disse o secretário.
  
UNIDADES HABITACIONAIS

Além das unidades do Residencial Amendoeira entregues nesta sexta-feira (6), a Prefeitura de São Luís já entregou 8.155 mil unidades habitacionais. Entre essas estão as 3 mil unidades do Residencial Ribeira, entregues em maio deste ano, com 1.592 casas e 1.408 apartamentos, que beneficiaram cerca de 11 mil pessoas.

Também estão incluídos no pacote de unidades habitacionais entregues pela Prefeitura de São Luís o residencial Piancó VII e VIII, com 496 unidades residências, sendo que 108 foram destinadas a atender famílias de área de risco do Sá Viana inscritas no Programa Bacia do Bacanga - contratado pela Secretaria Municipal de Projetos Especiais (Sempe) junto ao Banco Mundial; Residencial Nova Aurora, com 1.440; Residencial Recanto Verde, com 992; Residencial São José 5, com 247 casas; Residencial Santo Antônio, com 720; e os residenciais Amendoeira I, II e II, com 1.300 ao todo.

Até dezembro, será entregue o Residencial Luiz Bacelar com 1.000 unidades habitacionais. E em 2016 serão entregues também o Residencial Vila Maranhão (1, 2, 3, 4, 5 e 6), com 1.488 apartamentos ao todo; Eco Tajaçoaba, com mil unidades de casas; e Piancó (1, 2, 3, 4, 5 e 6), com 1.344 apartamentos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário