domingo, 18 de outubro de 2015

Prefeito Edivaldo contabiliza avanços do Plano Estratégico de Melhorias para o Trânsito

Avanços significativos na área do trânsito em São Luís já podem ser contabilizados, proporcionando satisfação a motoristas e pedestres da capital. As melhorias são fruto de diversas intervenções realizadas pela Prefeitura de São Luís no traçado geométrico em pontos de maior fluxo de veículos, antes considerados áreas de grandes estrangulamentos responsáveis pelos engarrafamentos que paravam a cidade nos horários de pico. As modificações integram o Plano Estratégico de Melhorias para o Trânsito, lançado na gestão Edivaldo.

"Estamos trabalhando com foco na melhoria da mobilidade urbana em São Luís e na qualidade de vida das pessoas. As intervenções que temos promovido em toda a cidade vão facilitar a rotina da nossa população e é isso o que queremos", disse o prefeito Edivaldo.

Executadas pela Secretaria Municipal de Trânsito e Transportes (SMTT), as obras são planejadas para dar a fluidez necessária ao tráfego de veículos, diminuir o tempo gasto nos trajetos e reduzir o número de acidentes nesses locais. As obras consistem principalmente na readequação e fechamento de pontos nas principais vias de tráfego da cidade, caracterizados pelo excesso de retornos e jogos semafóricos. Alterações que, segundo o titular da SMTT, Canindé Barros, são fatores essenciais para beneficiar condutores, pedestres e usuários de transporte coletivo, nos percursos realizados diariamente no trânsito da capital.

O Plano Estratégico de Melhorias para o Trânsito inclui ações de curto, médio e longo prazo. As intervenções de curto prazo - que incluem ações como modificações no cruzamento entre a Avenida Litorânea e Avenida dos Holandeses; e a proibição de estacionamento na Rua Rio Branco, na Avenida Daniel de La Touche e na Avenida Litorânea - encontram-se 100% concluídas.

As intervenções de médio prazo também estão avançadas. As obras incluem modificações geométricas em vias estratégicas para melhoria da fluidez no trânsito, especialmente nas avenidas de fluxo intenso; a sinalização indicativa dos bairros; e a organização dos fluxos de entrada e saída dos postos de gasolina.


ANEL VIÁRIO

Entre as modificações geométricas já executadas e que refletiram positivamente no trânsito da cidade destacam-se as obras executadas na área do Anel Viário. A intervenção alterou as faixas de acesso da rotatória da Fonte do Bispo à rotatória do Bacanga, com a inversão do fluxo até as imediações do Ceprama. Com a inversão da mão em uma das faixas, as pessoas que se dirigiam na direção da rotatória do Bacanga, agora, por não existir mais o retorno, trafegam no sentido contrário por essa nova via, o que proporcionou mais agilidade ao trânsito no local.
  
O aposentado José Miguel dos Santos, 66 anos, que trafega com frequência entre o Centro da cidade e a região do Itaqui-Bacanga, destacou a melhoria da fluidez e a redução dos engarrafamentos como pontos positivos proporcionados à área do Anel Viário, percurso que faz todos os dias. "Sentimos as melhorias na prática, pois percorremos os trajetos agora em menos tempo que antes, porque o trânsito não paralisa mais com os grandes engarrafamentos que existiam nessa região", disse o aposentado.

Outras intervenções que proporcionaram melhorias significativas à fluidez do transito da cidade foram as obras realizadas na Avenida dos Franceses, no cruzamento com Avenida dos Africanos (Sacavém-Coheb) até a reserva do Batatã. A modificação geométrica realizada no local consistiu no fechamento de canteiros centrais e criação de retornos de esquerda livre, complementada com sinalização horizontal. A ação contribuiu com a fluidez do tráfego no local, eliminando os congestionamentos típicos da área no horário de pico.

JARACATY/ CALHAU

Na Avenida Carlos Cunha, via de fluxo intenso da capital, a intervenção realizada na área desde a entrada da Odorico Mendes até o elevado proporcionou maior trafegabilidade no trecho. A intervenção consistiu na retirada do canteiro central da avenida e criação de duas novas faixas. Dessa forma, a avenida possui agora cinco faixas, sendo uma exclusiva para quem vai entrar para a Avenida Odorico Mendes e quatro para quem segue em direção ao Calhau. Houve ainda deslocamento de semáforos e instalação de novo conjunto semafórico acionado por duas botoeiras, facilitando, assim, a travessia dos pedestres na avenida.

Já a intervenção da Avenida Litorânea, nas proximidades do parquinho, proporcionou um ordenamento com proibição de estacionamento no local de acordo com a demanda em determinados horários do espaço público (das 16h às 20h, sentido Centro-Bairro).Também foram adotadas medidas proibitivas de estacionamento na interseção da Avenida Litorânea com a Rua Altamira (próximo à Pousada Tambaú). A ação permitiu a fluidez de veículos no trecho, principalmente de ônibus.

Ainda na região do Calhau, a intervenção realizada no cruzamento da Avenida dos Holandeses com a entrada da Avenida Litorânea (Belvedere-Ponta do Farol) também já apresenta melhorias em todos os aspectos, principalmente referente à redução de acidentes, pois o trecho tinha uma incidência histórica em número de ocorrências. A nova sinalização horizontal, vertical e semafórica instalada na área também contribuiu para redução dos acidentes nesse trecho.

Outra obra viária significativa nessa região destaca-se também a intervenção da Avenida dos Holandeses, no cruzamento com a entrada da Península da Ponta d'Areia (proximidades do Hotel Veleiros). Neste trecho foi realizada a ampliação da faixa de retorno com instalação de conjunto semafórico. A ação disciplinou o fluxo, eliminou o congestionamento na área e também reduziu os acidentes.

Já a intervenção na Avenida Lourenço Vieira da Silva, no cruzamento da Rua Haroldo Paiva (Jardim São Cristóvão), a criação de um retorno de quadra proporcionou maior trafegabilidade àquela região. O cruzamento semaforizado faz com que motoristas que vêm do bairro São Raimundo e adjacências, no sentido Terminal de Integração São Cristóvão, façam a conversão direta pela Avenida Lourenço Vieira, evitando trafegar até o retorno da Uema, ação que era geradora de congestionamentos.


RENASCENÇA/ VINHAIS/ SÃO FRANCISCO

Também houve alterações do tráfego em outros setores da cidade, como no Renascença I (ruas Pericumã, Perdizes e Anapurus). Nesse trecho, a ação consistiu em modificar o tráfego nas vias da área, que antes tinham sentido duplo, com estacionamento dos dois lados das vias, alterando para sentido único. Essa alteração gerou mais organização e fluidez no tráfego, bem como a redução de congestionamentos antes frequentes na área.

A Curva do Noventa, no Vinhais, também passou por alterações no traçado geométrico da via, visando gerar fluidez no trecho com histórico de fluxo intenso e engarrafamento. Nesse trecho, a Prefeitura aumentou de duas para três a quantidade de faixas de tráfego de veículos entre o Moraes Center até o retorno da Pneuaço (sentido Centro-Vinhais); e de duas para quatro faixas da Pneuaço até a entrada do Recanto dos Vinhais. Também houve o alargamento no trecho da Playcar até o contorno da Pneuaço (Vinhais-Centro) de duas para três faixas.

Em mais uma ação de melhoria de fluidez no trânsito, a Prefeitura de São Luís realizou também duas modificações no retorno de quadra na Avenida Castelo Branco, no São Francisco. A intervenção, que acabou com o congestionamento do trecho nos horários de pico, criou quatro retornos de quadra no sentido bairro-centro/centro-bairro. Com a intervenção, as antigas entradas e saídas de veículos foram invertidas, reduzindo também os acidentes na área.
  
Acostumado a fazer corridas em seu táxi pelos percursos que passaram por intervenções, o taxista Lourenço Filomeno Serra, 58 anos, afirmou que as obras realizadas nessas áreas foram significativas em todos os aspectos. "Não tenha dúvida que melhorou bastante, principalmente com relação aos engarrafamentos provocados pelos muitos retornos, rotatórias e semáforos colocados em locais errados ao longo desses trechos. Como não existem mais, o trânsito flui muito melhor agora", relatou o taxista.

O Plano Estratégico de Melhorias para o Trânsito prevê também a execução de obras de longo prazo, que incluem as Avenidas Interbairros. Por meio de parceria com o Governo do Estado, as obras do Programa Interbairros já estão sendo executadas No total, são 14 interconexões Interbairros que devem impactar positivamente no desenvolvimento econômico e social da capital.

Nenhum comentário:

Postar um comentário