quinta-feira, 8 de outubro de 2015

Polícia Civil do Maranhão combate fraudes ao Seguro DPVAT e cria comissão para coibir crimes

Para combater fraudes na concessão do Seguro de Danos Pessoais Causados por Veículos Automotores de Vias Terrestres (DPVAT), a Polícia Civil do Maranhão, por meio das Superintendências Estaduais de Investigações Criminais (Seic) e de Prevenção e Combate a Corrupção (SECOR), deflagrou a operação ‘Asclépio’, nesta quarta-feira (7).

O Estado criou uma Comissão de Investigação de Fraudes em Seguro DPVAT, o que possibilitou o andamento das investigações em todo o estado. Durante a primeira fase da operação, foi preso o médico legista Iomar Ferreira Santos, funcionário do IML, por força de um mandado de prisão preventiva. Ele é acusado de falsificar documentos para liberação dos valores do seguro.

Outro médico legista investigado pela operação ‘Asclépio’ é Hugo Djalma Costa Segundo. Contra ele foi decretado o afastamento judicial do cargo, ficando, assim, proibido de executar as suas funções. Há, ainda, uma terceira pessoa que está sendo investigada pela Polícia Civil. Nesta quarta, foram cumpridos mandados de busca e apreensão nas residências de todos os suspeitos.

“A investigação vem sendo realizada há alguns meses, pois recebemos denúncias que pessoas estavam fraudando o seguro DPVAT. A partir disso, integrantes da Comissão [de Investigação de Fraudes em Seguro DPVAT] em parceria com o Instituto Médico Legal analisou todos os documentos e viajou para todos os municípios do interior, a fim de desbaratar essa quadrilha que vem agindo no Maranhão”, informou o presidente da Comissão, delegado Márcio Dominici.

Com o trabalho de inteligência, foi descoberto que pessoas que nunca foram periciadas pelo IML estavam recebendo o beneficio e que haviam laudos sendo feitos em chácaras, residências dos médicos e outros locais impróprios. Segundo o delegado Márcio Dominici, aproximadamente 30 laudos foram analisados e em 80% destes a polícia identificou irregularidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário