segunda-feira, 5 de outubro de 2015

Governo promove atividades educativas na 9ª Feira do Livro de São Luís

O Governo do Estado, por intermédio da Secretaria de Estado da Educação (Seduc), está promovendo, na Feira do Livro de São Luís (FeliS), uma programação diversificada e para todas as idades. São exposições fotográficas e artísticas, rodas de conversa, apresentação de produções artísticas do cinema e literatura, palestras e performances teatrais. A feira, promovida pela Prefeitura Municipal de São Luís e parceiros, está aberta ao público, na Praia Grande, durante toda esta semana.

Este ano, a Seduc levará 1,5 mil estudantes por dia à feira. Ao todo, 90 escolas do Sistema Estadual de Ensino estarão presentes. Para facilitar a logística das escolas, serão disponibilizados 35 ônibus por dia para que os estudantes acompanhem a programação da Feira.

Na abertura, na sexta-feira (2), na Casa do Maranhão, a secretária de Estado de Educação, Áurea Prazeres, na ocasião representando o governador do Estado Flávio Dino, disse que a FeliS representa a luta pela manutenção e consolidação da política do livro e da leitura em São Luís. “É um espaço de conversa sobre o livro e a leitura na cidade, que tem uma vocação para a produção literária”.

A secretária ressaltou que o Governo do Estado é parceiro por acreditar que o evento faz parte de um processo de construção coletiva e participativa, respeitando o acesso à democratização cultural. “Fortalece a formação do pensamento crítico por ser composta de momentos de ampliação do conhecimento”.


A Seduc está realizando atividades em pelo menos 10 espaços da feira, a exemplo das exposições fotográfica (estande institucional) e artística na Galeria de Artes da Casa do Maranhão, com o trabalho produzido por estudantes de escolas como Liceu Maranhense, Cidade de São Luís, Y Bacanga, Cegel, Margarida Pires Leal e Escola Indígena da Aldeia Mainumy, da Unidade Regional de Educação (URE) de Barra do Corda. Além de rodas de conversa, apresentação de produções artísticas do cinema e literatura e palestras.

Seduc Feira do Livro (3)No estande institucional da Seduc, o Estado apresenta a política da educação, definida como Escola Digna, cujo projeto está sendo exibido ao público em tecnologia 3D, além dos programas e ações concretas para melhoria da educação maranhense.

No espaço Café Literário, localizado no Centro de Criatividade Odylo Costa, filho, a programação é realizada, diariamente, pela Seduc, a partir das 14h. No sábado (03), contou com a palestra “Modelo Psicolinguístico da Leitura adotada pelo MEC”, ministrada pelo professor do Sistema Estadual de Ensino, Nazeldo Pereira da Cruz, da URE Pedreiras.

A discussão com Nazeldo Pereira da Cruz reuniu gestões escolares, educadores e pesquisadores da educação.  A palestra debateu o processo de alfabetização infantil e interpretação textual, com objetivo de discutir as novas formas de transmissão de conteúdo e informação na era da informática e redes sociais, onde figuras (emojs ou emóticons) constroem uma nova linguagem.

Ainda no sábado, no estande auditório da Seduc, uma apresentação teatral organizada por professores e alunos da URE de São Luís, fomentou a discussão sobre a importância do uso de preservativos e de cuidados necessários durante uma relação sexual, alertando para os riscos corridos pelos que não cuidam de sua saúde nesse aspecto.

O jovem Afonso Silva, de 18 anos, participou da atividade e destacou a importância da discussão na sociedade. “Às vezes a vergonha dentro e fora da escola faz com que as pessoas não falem sobre esses assuntos”, ressaltou, enfatizando no cuidado que se deve ter com doenças sexualmente transmissíveis.

No primeiro dia da da feira, estudantes do Centro de Ensino Joana Batista (Cidade Olímpica), chamaram atenção do público com a interpretação de um trecho da obra “O Mulato”, de Aluízio Avevedo.

Programação
A programação completa da Feira do Livro, que acontece até 11 de outubro, na Praia Grande, está disponível no site da Seduc.

Biblioteca da Mulher
Pela primeira vez, a Secretaria de Estado da Mulher (Semu) leva seu acervo literário para a Feira do Livro de São Luís. O “Espaço Mulher”, instalado na Casa do Maranhão, na Praia Grande, conta com a estrutura da Biblioteca Especializada em Gênero Maria da Penha, da Semu.

“O objetivo é divulgar esse espaço de pesquisa, na área de gênero, para estudantes, pesquisadores e sociedade em geral. Todos precisam saber que aqui em São Luís existe um espaço com uma literatura tão rica nessa área”, disse Janaína Silva, bibliotecária responsável pela biblioteca Maria da Penha.

O “Espaço Mulher” oferecerá ao público, na Feira do Livro de São Luís, o seu acervo literário e vai oficinas para adolescentes com informações sobre questões da violência que acontecem desde a infância. A meta é usar o conhecimento como instrumento para combater a o preconceito e a violência.

Nenhum comentário:

Postar um comentário