quarta-feira, 19 de agosto de 2015

PSDB votará contra projeto do governo Dilma que retira desonerações dadas a empresas

O senador Aécio Neves afirmou nesta terça-feira (18) que a bancada do PSDB no Senado votará contra o projeto de lei que reduz as desonerações sobre a folha de pagamento dos funcionários para 56 setores da economia, o que na prática aumentará a carga tributária para as empresas.

Com o objetivo de aumentar a arrecadação por meio de impostos, o governo Dilma quer agora retirar as desonerações que foram dadas às empresas em 2011. A proposta apresentada pelo governo, já votada na Câmara, amplia as alíquotas sobre o faturamento das empresas dos atuais 1% e 2% para 2,5% e 4,5%. O texto deve ir à votação no plenário do Senado nesta quarta-feira (19).

Segundo Aécio, o projeto de lei, se aprovado, terá forte impacto negativo para atividade econômica, prejudicando ainda mais a situação do mercado de trabalho.

“Votaremos pela manutenção da desoneração, proposta lá atrás por esse mesmo governo, para que não tenhamos também incertezas permanentes na política econômica brasileira que agravam, nesse momento de recessão profunda na economia, a situação dos empregos. Já foram esse ano mais de 500 mil empregos que deixaram de existir, postos de trabalho que foram fechados, e é importante que as empresas possam ter um mínimo de competividade para garantir os postos de trabalho que ainda mantêm”, afirmou Aécio Neves em pronunciando na tribuna do Senado.

Nenhum comentário:

Postar um comentário