terça-feira, 4 de agosto de 2015

Governo promove Conferência Regional de Segurança Alimentar no Maranhão

A construção e o fortalecimento das políticas públicas de Segurança Alimentar e Nutricional no Maranhão, em todas as suas vertentes, foi o grande foco da “Conferência Regional de Segurança Alimentar”, que a Secretaria de Estado de Desenvolvimento Social (Sedes) e o Conselho Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional (Consea-MA) realizaram na segunda-feira (3) e terça-feira (4), em São Luís. O evento reuniu, principalmente, representantes de municípios maranhenses com menores Índices de Desenvolvimento Humano (IDH) e das cidades que não realizaram as conferências municipais em seus territórios.

Com o lema “Comida de Verdade no Campo e na Cidade: por direitos e soberania alimentar”, a conferência teve como finalidade discutir propostas para a erradicação da pobreza extrema e a fome, no Estado, respeitando as especificidades de cada região, suas vocações e as etnias. Pensando nisso, é que também estão sendo realizadas as Conferências de Segurança Alimentar de Segmentos, com vista à formulação de propostas específicas para os segmentos em questão. Nessa vertente, já foi promovida a conferência de segmento voltada para pescadores e aquicultores e, nesta quarta-feira (5), será realizada a abertura da conferência de segmento envolvendo povos e comunidades tradicionais: quilombolas e povos negros.

Segundo o presidente do Consea-MA, Eurico Fernandes, que ministrou a palestra magna do evento, as discussões sobre a temática da segurança alimentar vão além das questões da alimentação em si e trata do assunto também como condição relevante para erradicar as doenças que decorrem da alimentação inadequada ou da falta desta. “Precisamos fortalecer as políticas e o Sistema Estadual de Segurança Alimentar e Nutricional para atingirmos os objetivos de fazer com que nossos povos tenham uma alimentação de qualidade, na quantidade adequada e de forma contínua, que são o tripé da segurança alimentar e nutricional”, ressaltou Eurico Fernandes.


Na Conferência Regional de Segurança Alimentar foram repassadas aos participantes dos municípios representados informações sobre as políticas de segurança alimentar no Estado e discutidas novas propostas que também serão levadas à apreciação na Conferência Estadual de mesmo tema.

O presidente do Consea-MA destaca que a Conferência Regional de Segurança Alimentar é uma etapa preparatória para a grande Conferência Estadual de mesmo tema que acontece nos dias 17, 18 e 19 deste mês, em São Luís. O evento vai reunir delegados eleitos nas conferências municipais e na Regional, além de contar ainda com a participação dos delegados indicados nas conferências de segmento. “É neste evento que vamos sistematizar uma proposta única, oriundas das ideias sugeridas nas conferências preparatórias, para apresentá-las na 5ª Conferência Nacional de Segurança Alimentar, que será realizada em novembro, em Brasília”, frisou ele.

A secretária-adjunta de Segurança Alimentar, Lourvídia Caldas, enfatizou, durante o evento, que o governo Flávio Dino tem pensado com muita responsabilidade as questões relativas à segurança alimentar. “Este é um tema que traz muitas reflexões e a sociedade precisa estar articulada para pensarmos, juntos, o que é melhor para os nossos povos. Isso já está acontecendo”, afirmou Lourvídia Caldas.

Ainda segundo a secretária-ajunta da Sedes, as questões sobre segurança alimentar estão na pauta principal do governador Flávio Dino, ciente de que comida de verdade precisa atender as especificidades de cada povo e que as políticas para área passam, essencialmente, pelo campo, pelas mãos do pequeno agricultor, como mais um fator a ser pensado para a elevação dos índices socioeconômicos do Estado e para a redução das desigualdades sociais.

“São questões fundamentais como estas que levaram o governador a fortalecer a política de criação das cozinhas comunitárias e a expansão dos serviços nos restaurantes populares, que passarão a ser muito mais que meros locais para servir alimento para tonarem-se espaços para integração, capacitação, conhecimento e crescimento dos usuários desses importantes equipamentos sociais”, enfatizou Lourvídia Caldas.

A etapa preparatória para a Conferência Estadual continua nesta quarta-feira (5), com a abertura da Conferência de Segmento Povos e Comunidades Tradicionais: quilombolas, povos e comunidades de matriz africana e população negra, às 14h, no Espaço Orienta, no bairro Renascença.

Nenhum comentário:

Postar um comentário