segunda-feira, 27 de julho de 2015

Prefeito Edivaldo Jr. vistoria obras de pavimentação asfáltica no Pontal da Ilha neste domingo (26)

O prefeito Edivaldo deu continuidade neste domingo (26) a sua agenda de vistorias técnicas a obras de infraestrutura realizadas pela Prefeitura de São Luís, em diversos bairros da capital. Acompanhado do secretário de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, o prefeito verificou a execução dos trabalhos de pavimentação asfáltica no Residencial Pontal da Ilha, localidade que recebe pela primeira vez serviços de infraestrutura urbana.

"O Pontal da Ilha era uma comunidade historicamente esquecida, que nunca havia recebido qualquer serviço público de urbanização. Aqui cumprimos nosso compromisso de levar melhorias estruturais a todas as comunidades, indistintamente. São obras que vão mudar a realidade dos moradores e da localidade e é isso o que queremos: proporcionar melhoria da qualidade vida da nossa população", disse Edivaldo.

No Residencial Pontal da Ilha, bairro surgido entre o Conjunto São Raimundo e a Vila Cascavel, a Prefeitura está executando serviços de pavimentação asfáltica em todas as 44 ruas do bairro. Todas as vias estão recebendo também serviços de drenagem superficial que contemplam a construção de meios-fios, sarjeta e calçadas.

No bairro, já foram concluídos os serviços nas ruas da Mangueira, Amendoeira, Prata, Bronze, Ipê, Pinho, Cajueiro, Icos, Coqueiro e Abacateiro. A previsão é de que todas as vias estejam pavimentadas em cerca de 120 dias, beneficiando cerca de 3 mil moradores.

Segundo o secretário de Obras e Serviços Públicos, Antônio Araújo, paralelamente às obras de infraestrutura, estão sendo realizadas, ainda, melhorias da rede de iluminação pública do bairro e expansão de mais 1.300 metros de rede.

A comunidade recebeu o prefeito com entusiasmo e esperança de dias melhores, a exemplo do morador Olisvaldo Boaventura, 69 anos. "Agora estamos no paraíso. As ruas aqui eram no barro puro, que, no período chuvoso se transformavam em um lamaçal horrível, dificultando até sairmos de casa", disse ele.

Já a técnica administrativa, Eliny Andrade, 46 anos, destaca os benefícios econômicos e a valorização dos imóveis depois que as obras iniciaram no local. "Quem estava querendo vender suas casas agora não quer mais e muitos dos comércios que tinham fechado as portas, agora estão reabrindo e com grande movimento", relatou ela.

Nenhum comentário:

Postar um comentário