sexta-feira, 5 de junho de 2015

Clima quente: Governo media conflito social no lixão do Iguaíba em Paço do Lumiar

O Governo do Estado vem mediando os conflito entre as comunidades de Iguaíba e da Pindoba; e a Prefeitura de Paço do Lumiar. Há quatro dias, moradores das comunidades localizadas próximas ao lixão, que fica entre os dois povoados, bloquearam a passagem do caminhão de lixo e o poder público municipal solicitou intervenção policial para desobstruir a passagem. Com o objetivo de evitar o confronto e solucionar a questão de forma pacífica, a Secretaria de Direitos Humanos e Participação Popular (Sedihpop) foi ao local dialogar com os moradores e com representantes da Prefeitura de Paço do Lumiar. Também representando o Governo, participaram do processo de negociação representantes das secretarias estaduais de Segurança Pública e de Assunto Políticos e do Instituto de Colonização de Terras do Maranhão (Iterma).

Durante reunião realizada no período da tarde do dia (3)no auditório da secretaria, representantes da comunidade, acompanhados do advogado Domingos Dutra, do Governo do Estado e da Prefeitura de Paço do Lumiar dialogaram acerca da questão e deram início a uma negociação. O poder público municipal alegou que o espaço é uma das opções para a construção de um aterro, de acordo com um plano de resíduos sólidos. Os moradores, que produzem insumos agrícolas na região, destacam que o ideal é que o lixão seja deslocado para outro lugar, pois ali está prejudicando a comunidade. A comunidade propõe que Iguaíba seja retirada como uma das possibilidades de local para construção do aterro. Há 14 anos a população local vem lutando para que a área deixe de ser utilizada como lixão.

“O que temos nesse caso é um conflito social e não apenas técnico. As negociações foram iniciadas e a população e o poder público municipal trabalharão para solucionar o problema. O nosso papel é mediar o conflito sem interferir na gestão municipal, mas de forma a buscar uma solução que respeite todos os envolvidos. É preciso esgotar todas as possibilidades de diálogo, antes de atitudes extremas serem tomadas”, destacou o secretário de Direitos Humanos e Participação Popular, Francisco Gonçalves.

Durante a reunião, um novo encontro foi agendado para a tarde desta sexta-feira (5), com representantes da Prefeitura, do Governo e da população local. O prefeito do município, Josemar Oliveira, se comprometeu em estudar novas soluções para a destinação do lixo e, conforme estudo, avaliar a viabilidade de retirar o local como uma das possibilidades. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário