segunda-feira, 25 de maio de 2015

Ação das Polícias Civil e Militar desarticula quadrilha especializada em assaltos a bancos

Foto 2 Divulgação - SSP - Ação conjunta
A Secretaria de Estado de Segurança Pública (SSP), por meio o delegado-geral da Polícia Civil, Augusto Barros, apresentou à imprensa, na manhã desta segunda-feira (25), no auditório da SSP, um dos integrantes de uma quadrilha especializada em assaltos a instituições financeiras, que atuava nos estados do Maranhão e Piauí. O suspeito foi identificado como Judnilson da Silva Sousa, o ‘Palhaço’. Na ocasião, também, foi apresentado o autor do homicídio que vitimou o presidente da Câmara dos Vereadores de Santa Luzia do Tide, Cícero Ferreira da Silva, mais conhecido como Vavá.

A prisão de ‘Palhaço’ é resultado de uma ação conjunta do Departamento de Combate a Roubo a Instituição Financeira e do 11º Batalhão da Polícia Militar, que culminou com a prisão de outros cinco integrantes da quadrilha. ‘Palhaço’ e três comparsas foram presos em Timon (MA) e os outros dois integrantes foram presos no Pará. Francisco Moreno da Silva e Julimar Viana de Deus foram presos, na madrugada de sexta-feira (22), na cidade de Brejo Grande de Araguaia (PA), onde se organizavam para praticar mais um assalto.

De acordo com o delegado Tiago Bardal,em poder da dupla foi encontrada uma pistola ponto 45, carregadores e munições calibre 7.62 e 5.56. Com as prisões de Francisco e Julimar, a polícia obteve informações do paradeiro de ‘Palhaço’, que foi preso em Timon, no sábado (23), em companhia de Guilherme Henrique Bezerra de Mesquita. Eles estavam em um veículo Civic preto, de placas NID-8816. Com ‘Palhaço’, os policiais apreenderam duas pistolas.

Dando continuidade às diligências, os policiais prenderam os irmãos André Maciel dos Santos e Adão Maciel dos Santos, no Bairro Formosa, zona rural de Timon. No local, foram apreendidos três revólveres e duas pistolas. Em uma residência no bairro Vila Berck, a polícia apreendeu um fuzil 7.62; uma escopeta calibre 12; R$ 76 mil em espécie; muitas munições; cocaína, maconha e roupas de camuflagem do exército.

De acordo com o delegado Tiago Bardal, os outros quatro integrantes da quadrilha que estão foragidos já foram identificados, dentre eles, o líder conhecido como John Leno. “O serviço de inteligência está trabalhando no intuito de localizá-los”, frisou. O delegado informou, ainda,que John Leno foi um dos regatados pela quadrilha, no dia 5 de abril, do Complexo Penitenciário de Pedrinhas. No dia 22 do mesmo mês, o grupo assaltou uma agência bancária no município de Brejo. Ainda de acordo com Bardal, ‘Palhaço’ confessou a ação da quadrilha em Brejo e na morte de dois policiais militares do estado do Piauí. As armas dos PM’s assassinados foram encontradas em poder do grupo.

O delegado geral da Polícia Civil parabenizou o trabalho realizado pelas Polícias Civil e Militar. “Essa ação demonstra um trabalho integrado entre as duas instituições, que retirou de circulação integrantes de uma quadrilha de alta periculosidade”, destacou Augusto Barros.
Foto 1 Divulgação - SSP - Ação conjunta

Nenhum comentário:

Postar um comentário