segunda-feira, 9 de fevereiro de 2015

Andréa Murad se destemperou, durante seu discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta segunda(9)

Revoltada com a repercussão da entrevista concedida pelo governador Flávio Dino à revista Isto É, onde Dino desmistificou as trapaças do grupo Sarney, enumerando os problemas herdados no Estado, como rombos de bilhões, a descontinuidade do prometido projeto da Refinaria Premium I de Bacabeira, entre outros problemas encontrados, Andréa Murad se destemperou, durante seu discurso na tribuna da Assembleia Legislativa, nesta segunda-feira (9).

Com um discurso inflamado, sem argumentos e tentando atacar de qualquer forma o novo governo, o equívoco da deputada se estendeu a falar da Refinaria. Persistente em dizer que José Sarney e o ministro Lobão, ao lado da presidente Dilma Roussef e do ex-presidente Lula, foram responsáveis por trazer a Refinaria para o Maranhão, Andréa somente esqueceu de avisar que a refinaria nunca saiu do papel, não passando de um estelionato eleitoral, promovido pelo grupo Sarney no período de campanha eleitoral. Os problemas repercutem até hoje, onde as promessas de campanha, geraram ilusão, dívidas e preocupação a um povo que acabou frustrado com o tão sonhado investimento na área de Bacabeira.

Inquieta com a limpeza realizada por Flávio Dino no governo, Andréa ainda disparou. “ Um governo que se preocupa em fazer uma junta para decidir quem é que fica no governo e quem é que sai do governo, quem é que trabalha na secretaria, quem é que não trabalha na secretaria”.

Em defesa do atual governo, o deputado Rogério Cafeteira retrucou a deputada e falou da transparência da administração do governo Flávio Dino. “ deputada, talvez esse seu sentimento hoje aconteça porque veio de um governo passado onde existiam ilhas de poder, existiam alguns governadores ou quase governadores. Inclusive, tinha um muito próximo de você. Eu particularmente acredito que o governador tem que ter o pulso firme. E vou lhe dizer uma coisa: governo onde secretário faz hospital, secretário faz estrada, secretário faz isso e aquilo tem alguma coisa errada. Governo quem faz é governador. Quem faz os hospitais, Quem faz a saúde é o governador. Quem faz as estradas é o governador, não é o secretário”, concluiu Rogério Cafeteira.

O parlamentar ainda rebateu, dizendo que um dos erros dos últimos governos do Maranhão, tanto a nível estadual como municipal, tem sido terceirização do cargo de governador.  “Então, eu venho para discordar de vossa excelência. Eu acredito que hoje a avaliação do governador ainda é melhor do que quando ele começou, deputada”, ressaltou Rogério Cafeteira.

Sobre a entrevista

Além da situação da refinaria, o governador ainda citou à Isto É outros agravantes cometido pela administração de Roseana, como o surpreendente problema administrativo, ao encerrar seu primeiro mês de mandato: a ex-governadora não quitava as despesas com energia dos órgãos públicos havia meses e o Estado deve R$ 30 milhões à companhia elétrica. A pendência se soma à dívida de R$ 1,1 bilhão herdada do governo anterior que, aos poucos, será equacionada, segundo afirmou Dino em entrevista à ISTOÉ. “É impossível que a gente corrija em 30 dias tudo de errado que fizeram em 50 anos. De qualquer forma, acabamos com o nepotismo e não há ninguém no governo ocupado em assaltar o erário público”, salientou o novo governador.


Nenhum comentário:

Postar um comentário