quinta-feira, 19 de abril de 2018

PREFEITURA DÁ CONTINUIDADE AO ASFALTAMENTO DE RUAS DO MAIOBÃO


O prefeito de Paço do Lumiar, Domingos Dutra (PCdoB), acompanhou nesta quinta-feira (19) os trabalhos de recapeamento da Rua 74 do Maiobão. Desde o início da semana já foram recuperadas cinco ruas entre as avenidas 13 e 14 do bairro, e implantadas duas entre as avenidas 4 e 5.

São obras que estão sendo feitas com recursos próprios e também em parceria com o Governo do Estado. “Até esta sexta-feira, dia 20, todas as 21 ruas entre as Avenidas 13 e 14 estarão asfaltadas pela primeira vez em 36 anos do conjunto Maiobão”, comemora o prefeito Dutra.

É com alegria que os moradores têm recebido os serviços de asfaltamento. A dona-de-casa Maria do Carmo, moradora da Rua 74, tem dificuldade de locomoção e afirma que antes não conseguia sair de casa sozinha por causa da buraqueira. “Agora é uma satisfação olhar a rua asfaltada. Já posso me locomover, ir ao médico, ao supermercado, sem medo de cair em algum buraco”, diz.

Opinião semelhante manifestou a dona de casa Francisca, também moradora da Rua 74. Ela disse que por conta de problemas visuais precisava sempre andar acompanhada para não cair nos buracos. “Agora posso sair de casa olhando para frente, sem medo de cair. Moro aqui há 36 anos e nunca havia sido feita nenhuma melhoria na nossa rua. Que bom ver a Prefeitura trabalhando, trazendo melhorias para os moradores”, afirmou a moradora.

Prefeitura já recolheu este ano 30 mil toneladas de resíduos sólidos descartados irregularmente em São Luís


A Prefeitura de São Luís já recolheu este ano aproximadamente 30 mil toneladas de resíduos sólidos descartados irregularmente nas vias públicas da cidade. O serviço tem sido intensificado durante o período chuvoso porque o descarte inadequado do lixo é um dos fatores para o entupimento de bueiros, o que provoca alagamentos em alguns pontos da cidade. Para evitar transtornos, a população deve descartar o lixo domiciliar corretamente e encaminhar os recicláveis para um dos 10 Ecopontos em pleno funcionamento na capital.

Ação é parte da política de resíduos sólidos colocada em prátia na gestão do prefeito Edivaldo. Com a implantação dos Ecopontos a Prefeitura já beneficia 350 mil pessoas e mais de 90 bairros da capital. Mais de 11 mil toneladas de materiais recicláveis, entulhos e outros resíduos que eram descartados irregularmente nas ruas da cidade, causando prejuízos à população, já foram recebidos nos Ecopontos que estão localizados no Parque Amazonas, Angelim, Bequimão, Habitacional Turu, Jardim América, Jardim Renascença, Residencial Esperança, Cidade Operária, São Francisco e Anil.

A Prefeitura de São Luís, por meio do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, seguindo orientação do prefeito Edivaldo, faz ações de remoções em pontos de descarte irregular de resíduos sólidos pela cidade. Este recolhimento ocorre por meio dos serviços de remoção manual e remoção mecanizada, de segunda a sábado, das 7h às 23h, para garantir a limpeza desses locais. Por meio das remoções são eliminados pontos de descarte irregular, conhecidos popularmente como "lixões", na cidade.

A presidente do Comitê Gestor de Limpeza Urbana, Carolina Moraes Estrela, informa que o dimensionamento da coleta domiciliar em São Luís conseguiria atender toda a demanda de resíduos gerados na cidade, não fossem os descartes irregulares. "Nós poderíamos ter, inclusive, um volume de recolhimento maior diariamente, mas nem todo o lixo que é produzido em São Luís é recolhido porque muita coisa acaba se perdendo por causa dos descartes irregulares, apesar de termos ações diárias para coibir essa prática e coletar o que é decorrente dela", disse.

REMOÇÕES

Nesta semana os serviços já contemplaram áreas como a Chácara Brasil, onde foi feita a remoção de lixo em todo o bairro. Também receberam equipes da Prefeitura, com serviço de remoções mecanizadas as avenidas dos Africanos, Franceses, Kennedy e Camboa. Somente em abril já foram feitos serviços de limpeza também em pontos de descarte irregular no Olho d'Água, Anel Viário, Anjo da Guarda, Parque Shalom, Cohaserma, Radional, Centro Histórico, Cidade Operária, Cidade Olímpica, Sá Viana, avenidas Luís Eduardo Magalhães, Luís Rocha, Getúlio Vargas, Portugueses entre outros pontos.
   
Os resíduos descartados de forma irregular, em São Luís, é gerado a partir de reformas de pequeno porte, restos de poda e capina de origem domiciliar, ou ainda, móveis e eletrodomésticos velhos que normalmente são descartados nas vias públicas, além de recicláveis como papel, plástico e vidro.

Há ainda o descarte ilegal feito por empresas dos mais diversos setores que descarregam seus resíduos nos pontos de descarte irregular quando o correto, segundo a Política Nacional de Resíduos Sólidos (Lei Federal Nº 12.305/2015), seria que elas tivessem um plano de gerenciamento dos resíduos por eles produzidos. Em média, a Prefeitura recolhe, por dia, cerca de 300 toneladas de resíduos com as ações de remoção.

PROBLEMAS

O descarte irregular de resíduos sólidos pode causar uma série de problemas à população que podem ser potencializados no período chuvoso, pois o lixo jogado irregularmente na rua vai para as bocas de lobo, de onde seguem para as galerias de águas pluviais, canais e rios da cidade. Isso afeta a rede de drenagem, pois diminui a vazão das galerias de águas das chuvas, provocando ponto de acúmulo de água pela cidade.
  
Com isso, a água pode invadir as casas, causando prejuízos materiais como a perda de móveis e eletrodomésticos e até mesmo danos na estrutura das casas e ainda problemas de locomoção por toda a cidade, além da degradação do asfalto das ruas e avenidas da capital.
O resíduo jogado nas ruas pode, ainda, contaminar a água das chuvas, provocando a proliferação de doenças porque atrai animais como moscas, ratos, baratas e facilita a reprodução de mosquitos transmissores de doenças como a dengue, chikungunya, o zika vírus e a febre amarela. O descarte irregular causa também problemas ambientais e prejudica o paisagismo urbano, pois cria "lixões" dentro dos bairros.

Ex-ginasta Daiane dos Santos executará projeto ambiental em três escolas de Paço do Lumiar

A ex-ginasta e campeã mundial na modalidade, Daiane dos Santos, esteve nesta quarta-feira, 18, em Paço do Lumiar, onde foi recepcionada pelo prefeito Domingos Dutra (PCdoB), pelo secretário municipal de Educação, Paulo Roberto Barroso, e membros da equipe de governo, no Instituto de Ensino Superior Franciscano (Iesf), no Maiobão. O objetivo da visita da ex-atleta de ginástica artística foi promover o projeto “Água na Escola – Gotas de Futuro”, uma iniciativa do Instituto Trata Brasil, e que tem como madrinha Daiane dos Santos.

Foi acertada parceria com a Prefeitura de Paço do Lumiar para que as ações do projeto sejam executadas em três escolas da rede municipal, que serão escolhidas nos próximos dias. “Nosso projeto se propõe a conscientizar os estudantes sobre a importância do uso racional da água e de ações no dia a dia para evitar a poluição dos rios e do meio ambiente por meio de atividades lúdicas e jogos cooperativos”, explicou Daiane dos Santos.

O prefeito Dutra ouviu detalhes do projeto e confirmou a aceitação para que ele seja desenvolvido em escolas de Paço do Lumiar. “Seria interessante que essas atividades também pudessem ser desenvolvidas em visitas aos rios do município e às áreas dos portos, de onde vem boa parte da produção de peixes e mariscos com os quais a população de alimenta e que vêm sofrendo com a poluição de esgotos que são jogados ali sem tratamento”, destacou o prefeito.

Daiane dos Santos explicou que o projeto se propõe a ser um despertar, um início para que outras atividades e conteúdos semelhantes sejam trabalhados pelos professores na sequência. “Os professores podem, a partir da nossa ação na escola, desenvolver outras atividades, inclusive essa de visita aos rios da região”, observou. O projeto em Paço do Lumiar deverá ser realizado na próxima semana, nos dias 25, 26 e 27 de abril.

Os alunos vão participar de atividades com a atleta e com a equipe do projeto. O principal tema a ser abordado é a importância do uso racional da água e das ações para preservação ambiental, estimulando, por meio de ações lúdicas, a preocupação e o engajamento dos estudantes com as questões relacionadas aos recursos hídricos e aos resíduos sólidos no dia a dia dessas crianças. O projeto reforça as ações de educação ambiental que já são desenvolvidas nas escolas da rede municipal de Paço do Lumiar.

FLIPA CONVIDA: RELANÇAMENTO DO LIVRO DIÁRIO MÁGICO, HOJE NO IESF ÀS 18H30


quarta-feira, 18 de abril de 2018

Edivaldo Holanda destaca aprovação do PL que institui o Dia Estadual do Jovem Cristão Assembleiano

O deputado Edivaldo Holanda (PTC) repercutiu, na sessão plenária desta quarta-feira (18), a aprovação do Projeto de Lei Nº 076/2018, de sua autoria, que institui o Dia Estadual do Jovem Cristão Assembleiano. O parlamentar também destacou a realização do 20º Congresso Estadual de Jovens das Assembleias de Deus, que acontecerá de 26 a 29 de julho, em São Luís.

No início do seu discurso, Holanda fez um apanhado histórico da chegada da Assembleia de Deus no Brasil, em 1911, e no Maranhão, bem como de seus fundadores. Ele ressaltou que, ao longo de todos esses anos, a igreja tornou-se uma das maiores denominações religiosas do país.

“Em 1911 chegaram ao Brasil dois suecos chamados Daniel Berg e Gunnar Vingren, precisamente à cidade de Belém do Pará. Ali, na Rua João Balbi, eles fundaram a Assembleia de Deus, que se tornou uma das maiores denominações religiosas da pátria brasileira, uma igreja com um potencial muito grande. Só no Maranhão são 80 pastores nesta região das convenções, presidida pelo pastor Pedro Aldir Damasceno, a partir da cidade de Viana. Em São Luís, na Rua 07 de Setembro, no ano de 1922, Bueno Asa fundou a Assembleia de Deus”, contou.

O parlamentar fez ainda referência a Estevam Ângelo de Souza, dirigente das Assembleias de Deus do Maranhão, que, segundo ele, foi um homem respeitado pela sociedade, classe política e demais denominações evangélicas. Ele também falou sobre a realização do 20º Congresso Estadual de Jovens das Assembleias de Deus, no mês de julho, que deverá reunir a juventude ativa da denominação.

Edivaldo Holanda encerrou o seu discurso comemorando a aprovação do PL que institui o Dia Estadual do Jovem Cristão Assembleiano, a ser comemorado, anualmente, no segundo sábado do mês de agosto. O projeto tem como finalidade fortalecer a identidade do jovem assembleiano e promover movimentos evangelísticos com a juventude das Assembleias de Deus do estado. A matéria segue para sanção governamental.

“O governador Flávio Dino deverá sancionar essa lei nos próximos dias e ela será apresentada àquele Congresso, atendendo um pedido da direção daquela instituição. A Assembleia de Deus no Brasil tem 8 milhões de fiéis, portanto, é uma denominação fortíssima, dentre outras importantes e inúmeras denominações”, finalizou.

Secretaria de Meio Ambiente abre inscrições para II Seminário Maranhense Sobre Mudanças Climáticas

A Secretaria de Estado de Meio Ambiente e Recursos Naturais do Maranhão (SEMA) realizará, nos dias 10 e 11 de maio, o II Seminário Maranhense Sobre Mudanças Climáticas, no auditório da Federação das Indústrias do Estado do Maranhão (Fiema). O objetivo é discutir temas atuais sobre as mudanças climáticas no Brasil e, especificamente, no Estado do Maranhão, bem como a exposição de experiências sobre o tema.

Este seminário também terá como objetivo a promoção de ações e de incentivos às políticas e práticas de mitigação e adaptação das mudanças do clima no Maranhão. Além disso, visa apoiar a execução da Política Estadual de Mudança do Clima, seus planos e ações correlatas.

Na programação, temas como Mudanças Climáticas no Maranhão; Variabilidade climática no Maranhão no contexto das mudanças climáticas; Avaliação dos Potencias Impactos da Elevação do Nível do Mar nas Reentrâncias Maranhenses; Ações do Plano Agricultura de Baixa Emissão de carbono no Maranhão; Reutilização da Água da Chuva e muito mais.

As vagas são limitadas. As inscrições poderão ser feitas pela internet baixando o formulário de inscrição, preenchendo e enviando-o para o email: economiaverdesema@gmail.com ou na Superintendência de Economia Verde, localizada na Rua dos Búzios, Quadra 35, Lote 18, Calhau (próxima Caixa Econômica).

O formulário de inscrições e mais informações estão disponíveis no site www.sema.ma.gov.br. Outras informações podem ser obtidas, ainda, na Superintendência de Economia Verde da SEMA pelos telefones: 3194-8900 e 3194-8956 no horário das 14h às 18h